CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Aftosa: novembro é mês de vacinar o gado, idade dos animais varia de estado
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
vacinacao contra aftosa

Aftosa: novembro é mês de vacinar o gado, idade dos animais varia de estado

A maioria dos Estados brasileiros vai realizar a segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa, de 1º a 30 de novembro. A expectativa é que sejam vacinados 150 milhões de animais, informa o Ministério da Agricultura em comunicado. Nos Estados do AC, AL, AM, CE, ES, MA, MT, PA, PB, PR, PE, PI, RN e SP, todo o rebanho bovino e bubalino deverá ser imunizado. Já na BA, GO, MS (exceto no Pantanal), MG, RJ, RS, SE e TO, além do Distrito Federal, a aplicação do dose de novembro é obrigatória apenas para os animais com até 24 meses de idade.

O governo informa que no segundo semestre deste ano a etapa já foi concluída na região da Calha do Rio Amazonas e Zona de Proteção do Estado do Pará (municípios de Faro e Terra Santa), na divisa com o Amazonas. Levantamento mostra que 550 mil animais foram imunizados, com índices de vacinação superiores a 90%. O rebanho do país é de cerca de 215 milhões de cabeças: 213,8 milhões de bovinos e 1,1 milhão de bubalinos.

Aftosa: saiba mais sobre a doença altamente contagiosa que praticamente está erradicada no Brasil

Normas de aplicação

O Ministério da Agricultura informa que o pecuarista precisa pegar a nota fiscal da vacina com o fornecedor do produto e apresentá-la ao serviço veterinário oficial do município com a relação dos animais imunizados para declarar a vacinação. Além disso, ele deve ter cuidado com o transporte e armazenamento da vacina, procurando mantê-la sempre na temperatura de 2 a 8 graus para não perder a eficácia.

Outros cuidados são com a aplicação da dose correta do produto (5 ml) na lateral do pescoço do animal, usando seringas e agulhas limpas e não danificadas ou tortas. O produtor deve ficar atento aos prazos da vacinação e sua declaração no serviço veterinário oficial, porque o descumprimento impedirá a emissão de Guia de Trânsito Animal e pode gerar multas.

Autoria: Estadão Conteúdo

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Se for levado em conta o cenário do ano passado, somente 41% das propriedades rurais leiteiras do país produzirão a bebida dentro dos padrões legais determinados pelo Ministério da Agricultura, conforme aponta um estudo da Clínica do Leite/Esalq-USP. Foto: Divulgação

Preço do leite ao produtor recuou 11,7% em novembro

O preço médio do leite recebido pelo produtor recuou 11,7% em novembro, na comparação com ...

bezerrada curiosa

A hora certa de usar os vermífugos no gado

O sucesso da produção na pecuária bovina depende, entre outras coisas, de um bom manejo ...