CLASSIFICADOS
Página Inicial » Cavalos » Cavaleiro das Américas se prepara para mais uma jornada, ele está indo para o fim do mundo
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
chileno-o-cabo-horn-e-o-ponto-mais-austral-do-mundo

Cavaleiro das Américas se prepara para mais uma jornada, ele está indo para o fim do mundo

Após o término da primeira aventura de percorrer mais de 16 mil quilômetros entre o Canadá e o Brasil junto com seus três cavalos, Filipe Massetti Leite, o “Cavaleiro das Américas” já se prepara para a nova jornada. Desta vez rumo ao “Fim do Mundo”.

 O cavaleiro pretende começar a expedição no dia 1 de abril de 2015 e cavalgar oito mil quilômetros até o ponto mais Sul das Américas: o Ushuaia, localizado na Patagônia Argentina. “Vou pegar o Sul do Brasil, entrar no Uruguai, Argentina, Chile, até terminar na Argentina de novo no ponto mais Sul das Américas, conhecido como ‘Fim do mundo’”, expôs Filipe sobre o roteiro.

cavaleiro das americas1

 A previsão é que a viagem seja concluída entre março e abril de 2017. “Na média, serão cavalgados cerca de 30 quilômetros por dia. É um tanto bom para os cavalos não cansarem”, afirmou o cavaleiro que sempre leva em consideração a integridade dos animais.

Os cavalos que vieram com Filipe do Canadá estão aposentados.  Para a viagem rumo ao “Fim do Mundo” ele usará dois animais, entretanto, o cavaleiro ainda não definiu os cavalos e nem a raça dos animais que vão lhe acompanhar neste desafio. “Estou em busca de cavalos, pois eles precisam ser animais sadios, fortes e novos. Na viagem vou pegar a Cordilheira dos Andes, que será um trecho bem pesado, então preciso de animais que aguentem essa trajetória”, afirmou.

 Filipe também precisa se preparar psicológica e fisicamente para a jornada. Conforme comentou, é fundamental perder peso e aumentar a massa muscular para encarar um desafio como este. “Vou a academia há três meses, pois sei que vou perder muito músculo e peso durante a viagem, mas é importante começar a perder peso agora” declarou. A preparação ainda inclui conquistar patrocinadores, elaborar material, desenhar a sela que será um modelo wase. “Será uma sela tradicional, própria para o trabalho. Entretanto, mais leve e confortável para o animal. A sela está sendo desenvolvida pela Pro-Horse”, acrescentou o cavaleiro.

cavaleiro das americas2

O propósito

 A viagem entre o Canadá e o Brasil, era o sonho da vida de Filipe, mas para essa nova jornada ele precisava se agarrar a um novo proposito. Ele contou que ao chegar no Brasil foi conhecer o trabalho desenvolvido no Hospital do Câncer de Barretos (Barretos/SP). “Pude conhecer toda sua estrutura. A impressão é de estar na Suíça ou no Canadá, pois é tudo de primeiro mundo. Eu me apaixonei pela história e quando comecei a desenhar esse projeto eu pensei: Vou fazer esta jornada pelo Hospital do Câncer de Barretos”, relatou.

De acordo com o cavaleiro, diversas ações estão sendo desenvolvidas para arrecadar dinheiro para o hospital. Entre elas, uma linha de botas assinadas por Filipe em parceria com a Goyazes e uma linha de selas em parceria com a Pro Horse. Ambos os produtos terão parte das vendas destinadas ao Hospital. “Além disso, farei um pedágio durante o caminho, ou seja, só poderei andar os próximos 1.000 quilômetros após alguma empresa patrocinar. O dinheiro também será encaminhado ao Hospital do Câncer”, salientou.

 Isso não é tudo. Filipe fará campanhas educacionais de prevenção ao câncer infantil pelas localidades e vilarejos que passar. “Vou distribuir um material educacional de conscientização por onde passar e conversar com os locais. Hoje o mundo perde muitas crianças pois os diagnósticos são feitos tardiamente”, afirmou o cavaleiro.

Fonte newcountry.com.br

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

carcacas de carne

China importa volume recorde de carnes e deve manter ritmo em 2017

A importação de carnes pela China está alcançando níveis recordes devido a problemas internos de ...

touros

Déficit de touros dificulta produtividade na pecuária

Atualmente a demanda nacional de touros é de 300 cabeças por ano. Carregamos a meta ...