CLASSIFICADOS
Página Inicial » Cavalos » Cavalo viveu 62 anos, andamentos, marchas, curiosidades intrigantes, raças e compare sua idade equina
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
Thumbelina

Cavalo viveu 62 anos, andamentos, marchas, curiosidades intrigantes, raças e compare sua idade equina

Old Billy (Viveu 62 anos -1760 a 1822- )

Old Billy (Viveu 62 anos -1760 a 1822- )

No Brasil, onde uma grande parte da população equestre não recebe bons tratos, o tempo médio de vida gira em torno dos 23 anos, enquanto a média em países desenvolvidos ultrapassa os 25 anos, sendo frequentes os casos de animais que morrem com idades acima dos 30 anos.

O recorde mundial de longevidade permanece com o garanhão Old Billy, que viveu 62 anos ( 1760 a 1822 ).

Shayne ( Mais velho do mundo)

Shayne ( Mais velho do mundo)

Morreu há um ano em 22 de fevereiro de 2013, aos 51 anos, o cavalo Shayne, um puro sangue irlandês, considerado o mais velho do mundo. Ele estava aposentado no Essex Sanctury perto de Londres e apesar de uma leve artrite gozava de ótima sáude sempre curtindo o ar livre por algumas horas do dia. Em sua despedida, não faltaram merecidas homenagens e muita comoção. Calcula-se que cada ano de um equino equivale a cerca de 2,5 anos de um ser humano, ou seja, Shayne viveu por volta de 127 anos se fosse gente. Até o momento, o Guiness ainda não aponta o novo cavalo vivo mais velho do mundo.

Você sabe relacionar a idade do cavalo com a idade do ser humano? Veja no quadro abaixo:

 

Cavalo
Ser humano
1 ano 10 anos
4 anos 17 “
10 “ 35 “
15 “ 50 “
20 “ 60 “
30 “ 80 “
33 “ 90 “

Existem no mundo quase 300 raças de cavalos. O Brasil participa com 13 raças.

Outras curiosidades bem interessantes:

Thumbelina (Menor do mundo)

O recorde mundial de velocidade para cavalos é de 69 km/h. Os cavalos mais velozes do mundos são os da raça Puro Sangue Inglês (PSI).

Mas a corrida mais longa da história – total de 1900 km – foi vencida por um garanhão a raça Árabe, de nome Emir, criado no Egito.

Os cavalos mais resistentes do mundo são os da raça Árabe. Esta “fortaleza” foi moldada nos desertos do Egito.

A prova de enduro mais longa do mundo é a Tevis Cup – total de 160 km -, realizada anualmente nos Estados Unidos. Os cavalos de sangue Árabe sempre conquistam as primeiras colocações. A marca recorde é impressionante: 4,5 horas, o que representa uma velocidade média de 35,5 km/hora.

Nascido em 2001 em uma fazenda de criação de equinos em miniatura, nos Estados Unidos, o animal – que sofre de nanismo, ou seja, é uma miniatura de uma miniatura – tem 44 centímetros de altura e 26 quilos.  Conhecida como Thumbelina, o menor cavalo do mundo, título dado pelo Guinness Book.

Os cavalos mais altos do mundo chegam a medir em torno de 1,80 m (altura da Cernelha). Pertencem à raça alemã Westfalen, uma especialista no Hipismo Clássico.

 Você sabia que existem inúmeros andamentos curiosos, bem diferentes dos convencionais, que são o passo, trote e galope?
A própria marcha, em suas modalidades executadas por várias raças brasileiras – marcha picada, intermediária e batida, são andamentos peculiares, que despertam curiosidade e interesse pelo Brasil afora.

Ainda no Brasil, temos a Marcha Trotada, que é um andamento muito elegante, no qual os membros elevam-se e flexionam-se com muito vigor, gerando uma mecânica de sustentação com base em apoios bipedais diagonais, quadrupedais ou mono pedais. Tecnicamente, no primeiro caso, será um andamento saltado, do tipo trote. Nos outros casos, será um andamento marchado, pois o animal não perde o contato com o solo, e o andamento pode ser denominado de Marcha Trotada, pois é uma fase de transição, entre a marcha propriamente dita e o trote.

Na América do Sul, América Central e Estados Unidos, a raça Paso Fino tem uma modalidade de marcha bastante intrigante, denominada de “Fino”, na qual o animal marcha, quase sem sair do lugar. É um andamento natural, de exibição.

Paso Fino

Paso Fino

Mas o Paso Fino é um cavalo versátil, além do Fino, que é específico para algumas linhagens, também executa as modalidades de marcha no “corto ” e no “Largo”. Este ultimo, é esplêndido, a marcha em velocidade máxima, penalizando-se as trocas para o galope. No Brasil, o “Largo” já é julgado em competições no Estado da Bahia. Em Minas Gerais, estas provas recebem a denominação de “Máquina Quente”.

Tennessee walking horse

Tennessee walking horse

Nos Estados Unidos, o Tennesee Walking Horse, executa um tipo de andadura desunida, chamada de “Running Walk”, ou, traduzindo , “passo de corrida”. Para executá-lo, o animal usa calços acima de 10 cm de altura nos cascos, provocando a elevação excessiva dos anteriores. Com o aumento da velocidade, os posteriores avançam sob a massa corpórea, resultando na ultra-pegada, ou sega, os cascos posteriores ultrapassam os rastros deixados pelos cascos anteriores.

Ainda nos Estados Unidos, outra raça de andamento curioso é a Missouri Fox Trot, ou “trote de raposa”, que executa uma marcha batida, porém marcha com as mãos e caminha com os pés. É isso mesmo, acredite se quiser!

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Se for levado em conta o cenário do ano passado, somente 41% das propriedades rurais leiteiras do país produzirão a bebida dentro dos padrões legais determinados pelo Ministério da Agricultura, conforme aponta um estudo da Clínica do Leite/Esalq-USP. Foto: Divulgação

Preço do leite ao produtor recuou 11,7% em novembro

O preço médio do leite recebido pelo produtor recuou 11,7% em novembro, na comparação com ...

bezerrada curiosa

A hora certa de usar os vermífugos no gado

O sucesso da produção na pecuária bovina depende, entre outras coisas, de um bom manejo ...