CLASSIFICADOS
Página Inicial » Artigos » Congelamento de sêmen é alternativa para perpetuar grandes garanhões, coleta pode ser feita depois do óbito
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
cadastracao equina

Congelamento de sêmen é alternativa para perpetuar grandes garanhões, coleta pode ser feita depois do óbito

O Brasil possui o maior rebanho de equinos na América Latina e é o terceiro mundial, de acordo com o com o Ministério da Agricultura. Somados aos muares e asininos são 8 milhões de cabeças. O maior rebanho estadual encontra-se em Minas Gerais, cerca de 860 mil cabeças, dados de 2006.

Em 2014, as vendas de animais em leilões presenciais, virtuais, online e entre fazendas foram superiores a R$ 354 milhões, sendo R$ 62,4 milhões arrecadados apenas com os mais de três mil animais vendidos nos leilões da ABCCMM.

Um trabalho que cresceu levado por este mercado foi o congelamento de sêmen dos garanhões que valem milhares de reais às vezes milhões. Dentro do congelamento também apareceu uma ótima opção para quem perdeu seu garanhão seja ele por velhice ou alguma doença que lhe tirou a vida inesperadamente.

O procedimento para a retirada do sêmen em um animal que veio a óbito é um bem curioso, pois é é feita a castração convencional do animal, mesmo procedimento se o animal estivesse vivo, é retirado os 2 testículos, a cauda do epidídimo (região na qual resgatamos os espermatozoides para crio preservação) e o ducto deferente. Após a retirada esse material é armazenado em soro resfriado até o momento do congelamento. Esse espermatozoide é retirado de uma região especifica, a cauda do epidídimo e uma parte do ducto deferente. Esse sêmen pode ter um resultado de 15% maior de fertilidade quando comparado com sêmen coletado com a vagina artificial. A coleta de espermatozoides do epidídimo visa à recuperação de células espermáticas de garanhões de alto valor genético que forem a óbito, eutanasiados ou com processos obstrutivos que impossibilitem coleta de sêmen. Para a realização desta técnica, é necessário que os testículos sejam retirados até no máximo 24 horas após o óbito.

 O sêmen congelado não tem data de vencimento, pode ficar congelado por mais de 50 anos.

Epidídimo

Epidídimo

O epidídimo é um pequeno ducto que coleta e armazena os espermatozoides produzidos pelo testículo e está presente em todos os Amniotas do sexo masculino. [1] Localiza-se posteriormente ao testículo, no saco escrotal, e desemboca na base do ducto deferente, o canal que conduz os espermatozoides até à próstata. O epidídimo é tão longo como o testículo, em forma de “C” achatado (em seres humanos adultos, esta forma de “C” tem de 5 a 7 centímetros de comprimento[2], entretanto sua extensão sem compactação é de 6 metros), junto a um dos lados do testículo.

Congelamento de sêmen

O congelamento de sêmen é uma técnica que traz segurança ao garanhão e a seu proprietário, pois preserva sua genética por muitos anos. Estima-se que a perda da qualidade do  sêmen congelado seja de 1% a cada 100 anos. Funciona realmente como um seguro, pois o proprietário terá o sêmen de seu garanhão mesmo que ele venha a ter a fertilidade comprometida por inúmeras razões: manqueira, doença sistêmica, febre ou até mesmo vir a desaparecer. Sabendo disso, é necessário se congelar o sêmen com a melhor qualidade possível.

Espermatozoides no microscópio

Espermatozoides no microscópio

logo_crio2

Fonte:

Favaretto Criovet
Reprodução Equina
favarettocriovet.com.br
(31) 994728475

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Foto: Fazenda Bergamini

Vermífugos na hora certa pode gerar ganhos de R$ 40 por cabeça

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita (Unesp) levantou um dado ...

bezerros nelore

Fazenda no Mato Grosso faz a desmama aos 100 dias de idade

O Nortão do MT exibia-se para Pedro e eu, agradecendo a chuva que acabara de ...