CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » 10 melhores faculdades de Medicina Veterinária, todas são públicas
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA

10 melhores faculdades de Medicina Veterinária, todas são públicas

O médico veterinário dá assistência clínica e cirúrgica a animais domésticos e silvestres, além de cuidar da saúde, da alimentação e da reprodução de rebanhos. Outra de suas funções, complementando sua atenção na saúde animal e na saúde pública, é inspecionar a produção de alimentos de origem animal. Neste caso, o médico veterinário verifica o cumprimento das normas de higiene nas indústrias, a fim de evitar a transmissão de doenças para o ser humanos.

Na indústria alimentícia, ele controla as tecnologias de produção. Em qualquer indústria que utiliza matéria-prima de origem animal, a presença do médico veterinário é indispensável para realizar o controle dessa matéria-prima. Pode atuar, ainda, na área de vendas de alimentos, medicamentos, vacinas e de outros artigos para animais.

Nos dois primeiros anos do curso, o estudante tem um mix de aulas das áreas das Ciências Biológicas, Exatas e Sociais Aplicadas, como anatomia, microbiologia, genética, nutrição e produção animal, matemática e estatística, além de bioética e relações ciência, tecnologia e sociedade (CTS), entre outras. Em seguida, o aluno começa a estudar doenças e técnicas clínicas e cirúrgicas. As atividades práticas, que são realizadas em laboratório, continuam ganhando espaço na grande curricular da maioria dos cursos de medicina veterinária. No último ano da graduação, é obrigatório fazer estágio.

Vamos à classificação:

logo unesp1º – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)

Cidades: Botucatu, Araçatuba e Jaboticabal – Estado de São Paulo

A Unesp oferece graduação em Medicina Veterinária em três câmpus: Araçatuba, Botucatu e Jaboticabal. Em todos eles, há uma crescente preocupação com a sustentabilidade ambiental. São estudadas e aplicadas novas técnicas de gerenciamento de resíduos e de fezes e de reaproveitamento da água usada na produção animal.

Há disciplinas básicas, como Anatomia, Morfologia e Fisiologia, e outras de conteúdo profissionalizante, como Clínica, Cirurgia, Reprodução e Saúde Animal, além de matérias da área de Humanidades. Para as aulas práticas, os estudantes contam com fazendas experimentais e laboratórios de diferentes áreas.

Unesp tem 3 das 5 melhores medicinas veterinárias do país

facebook.com/Unesp-FMVZ-Faculdade-de-Medicina

Sites: Câmpus Botucatu | Câmpus Araçatuba | Câmpus Jaboticabal


ufmg logo2º – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Cidade: Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais

A Escola de Veterinária da UFMG, fundada em 1932, ocupa prédio próprio no campus Pampulha desde 1974. Atualmente, oferece dois cursos de graduação, Medicina Veterinária e Aquacultura. Na pós-graduação são oferecidos os cursos de mestrado e doutorado em Ciência Animal e Zootecnia, além da Residência em Medicina Veterinária e um mestrado profissional na área de Defesa Sanitária Animal, em fase de implantação.

Com uma área de 7 hectares, a Escola se divide em quatro departamentos: Clínica e Cirurgia Veterinárias (DCCV), Medicina Veterinária Preventiva (DMVP), Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal (DTIPOA) e Zootecnia (DZOO).


usp-logo-azul3º – Universidade de São Paulo (USP)

Cidade: São Paulo,  Estado de São Paulo

Desde sua fundação em 1919, a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) tem como um de seus principais objetivos formar profissionais altamente qualificados para pesquisar e atuar na área de medicina veterinária. Adicionalmente, seus serviços de extensão à comunidade envolvem atendimento anual de cerca de 60 mil animais e 70 mil exames laboratoriais para auxílio do diagnóstico veterinário.

É constituída de seis Departamentos: de Cirurgia, de Clínica Médica, de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, de Reprodução Animal, de Patologia e de Nutrição e Produção Animal. Conta com o museu de anatomia animal, biblioteca especializada, hospital veterinário que atende animais de pequeno e grande porte e ambulatório para atendimento de aves silvestres e exames laboratoriais.

O curso de Medicina Veterinária oferece 80 vagas anuais e é ministrado em tempo integral nos campi de São Paulo e de Pirassununga, com duração de cinco anos, sendo o último semestre destinado à realização do estágio curricular supervisionado, proporcionando aos alunos a vivência profissional em instituições nacionais e internacionais. O ingresso é por meio de vestibular organizado pela FUVEST.


logo ufv4º – Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Cidade: Viçosa, Estado de Minas Gerais

No ano de 1920, foi autorizada a criação de uma Escola Superior de Agricultura do Estado de Minas Gerais, pela Lei 761, de 6 de setembro, com sede na cidade de Viçosa. Seis anos mais tarde, foi aprovado o regulamento (Decreto número 7.323, de 25 de agosto de 1926) e em 28 de agosto foi inaugurada a Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Estado de Minas Gerais (ESAV).

No dia primeiro de março de 1932, deu-se a abertura e início das aulas do Curso Superior de Medicina Veterinária, com a colação de grau da primeira turma ocorrendo em 15 de dezembro de 1935. No ano de 1942, houve o desmembramento do curso de Veterinária da ESAV e sua transferência para Belo Horizonte (Decreto-Lei Estadual número 824 de 20 de janeiro), com o nome de Escola Superior de Veterinária, vinculada ao Estado de Minas Gerais. Já em 1948, foi criada da Universidade Rural do Estado de Minas Gerais (UREMG), Lei número 272 de 13 de novembro, reunindo a escola Superior de Agricultura, de Viçosa, com a Escola Superior de Veterinária, de Belo Horizonte. O Governo Federal, pelo Decreto número 64.825, de 15 de julho de 1969, transformou a então denominada UREMG situada em Viçosa, na Universidade Federal de Viçosa.


logo ufrgs315º – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Cidade: Porto Alegre, Estado do Rio Grande Do Sul

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com sede em Porto Alegre , capital do Estado do Rio Grande do Sul, é uma instituição centenária, reconhecida nacional e internacionalmente. Ministra cursos em todas as áreas do conhecimento e em todos os níveis, desde o Ensino Fundamental até a Pós-Graduação.

A qualificação do seu corpo docente, composto em sua maioria por mestres e doutores, a atualização permanente da infra-estrutura dos laboratórios e bibliotecas, o incremento à assistência estudantil, bem como a priorização de sua inserção nacional e internacional são políticas em constante desenvolvimento.

Por seus prédios circulam, diariamente, cerca de 30 mil pessoas em busca de um dos mais qualificados ensino do país. Este, aliado à pesquisa, com reconhecidos níveis de excelência, e a extensão, a qual proporciona diversificadas atividades à comunidade, faz com que a UFRGS alcance altos níveis de avaliação.


logo UFSM16º – Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Cidade: Santa Maria, Estado do Rio Grande Do Sul

O Curso de Medicina Veterinária da UFSM, criado em 1961 e avaliado pelo INEP com conceito máximo, MB (muito bom), tem como objetivo formar profissionais capazes de observar e saber interpretar as mudanças que indicam doenças e tomar as decisões que solucionem cada situação, visando, não somente, a saúde animal, mas também, a repercussão na comunidade na qual está engajado. Como diferencial, o curso realiza estágios extracurriculares envolvendo os docentes e os acadêmicos, juntamente com atividades de pesquisa e extensão.


logo ufla7º – Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Cidade: Lavras, Estado de Minas Gerais

O Departamento de Medicina Veterinária (DMV) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) iniciou suas atividades em 26 de agosto de 1993, baseando-se na autorização da implantação do Curso de Medicina Veterinária, pelo Decreto de 08 de dezembro de 1992, publicado no Diário Oficial da União em 09 de dezembro do mesmo ano. O Curso de Medicina Veterinária conta atualmente com 50 vagas por semestre, e tem-se destacado com um dos melhores do país, obtendo pontuação máxima na última avaliação do ENADE.

O Curso é ministrado em vários departamentos didático-científicos da UFLA, (Zootecnia, Ciência dos Alimentos, Biologia, Química, Ciências Exatas, Administração e Economia e Educação Física), que também são responsáveis pela formação do estudante. O DMV está organizado em uma estrutura setorial composta por nove setores funcionais (Cirurgia, Clínica de Grandes Animais, Clínica de Pequenos Animais, Fisiologia e Farmacologia, Informática, Medicina Veterinária Preventiva e Epidemiologia, Morfologia, Patologia e Reprodução Animal).


logomarca UFRRJ8º – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Cidade: Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro

O curso de Medicina Veterinária da UFRRJ enfrenta o desafio de ser o curso mais antigo e tradicional do Brasil, e ao mesmo tempo buscar a atualização de sua estrutura pedagógica e a modernização da infraestrutura destinada a formação de aproximadamente 120 médicos veterinários por ano. A atual Coordenadora do Curso de Graduação é a professora Miliane Moreira Soares de Souza, graduada em Medicina Veterinária pela Rural em 1992.

O curso funciona dentro da estrutura do Instituto de Veterinária, cujo diretor é o professor Zelson Giácomo Loss, também egresso da casa na turma de 1972, que atua na área de clínica de grandes animais. Atualmente, são 606 estudantes regularmente matriculados e um conjunto aproximado de 130 professores, mais de 90% doutores, contribuindo com suas diferentes habilidades e competências para a formação do profissional de Medicina Veterinária.


logo-uel-pr9º – Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Cidade: Londrina, Estado do Paraná

O Curso de Graduação em Medicina Veterinária da Universidade Estadual de Londrina (UEL) foi criado pelo Reitor Dr. Ascêncio Garcia Lopes com a Resolução 100/72 de 25.05.72. O ingresso da primeira turma ocorreu em fevereiro de 1973. No início o curso funcionou provisoriamente no Departamento de Patologia Geral do Centro de Ciências Biológicas. Em 1974 foi criado o Centro de Ciências Rurais, tendo como único curso de graduação o de Medicina Veterinária e como diretor o Prof. Dr. Ernst Eckehardt Müller. Em 1976, com a conclusão do primeiro bloco do Hospital Veterinário as atividades do curso foram gradativamente transferidas para o novo espaço físico. Em dezembro do mesmo ano ocorreu a colação de grau de sua primeira turma constituída por seis formandos.

Estes primeiros anos foram marcados por inúmeras dificuldades como falta de espaço físico adequado, equipamentos, funcionários e docentes titulados. Profissionais liberais (médicos veterinários), então radicados em Londrina, contribuíram nos primeiros anos do curso, muitas vezes de forma espontânea e sem vencimentos.


logo ufu10º – Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Cidade: Uberlândia, Estado de Minas Gerais

A Faculdade de Medicina Veterinária presta serviços à região, desde 1971, quando foi criada. Em 1972 foi realizado seu primeiro vestibular. Em janeiro de 1973, a Faculdade de Medicina Veterinária, até então sediada na cidade de Tupaciguara, foi incorporada à Universidade de Uberlândia. No ano de 1974, o Conselho Universitário aprovou  sua transferência definitiva para Uberlândia.

O  Conselho Federal de Educação, em 1977,  reconheceu o Curso de Medicina Veterinária, que foi federalizado em 1978,  com a criação da Universidade Federal de  Uberlândia. Em abril de 1999, o MEC aprovou o novo estatuto da Universidade Federal de Uberlândia, que estabeleceu a criação de unidades acadêmicas, e a partir daí foi instituída a Faculdade de Medicina Veterinária – FAMEV.

Atualmente, a Faculdade de Medicina Veterinária tem seu quadro de pessoal   composto por  47 docentes, sendo 42 efetivos e 5 substitutos, e 17 servidores técnico administrativos que atuam em seus laboratórios e no setor administrativo.  A faculdade tem  1.868 matrículas de alunos em 56 disciplinas do ciclo profissionalizante da graduação, totalizando uma carga horária de 3.900 horas/aula por semestre. Além das atividades curriculares normais, os acadêmicos têm oportunidade de desenvolver trabalhos de monitoria, estágios em laboratórios, no Hospital Veterinário, nas Fazendas Experimentais e em instituições públicas e privadas.

 

Fonte da classificação folha.uol.com.br

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

cafe rama vermelha

Café capixaba é eleito o melhor do Brasil pela Abic

O microlote do produtor José Alexandre Abreu de Lacerda recebeu a maior pontuação no júri ...

fazenda-sustentavel-vencedores-2016

Fazenda de Mato Grosso do Sul é a campeã da sustentabilidade

A Modelo II adotou integração lavoura-pecuária-floresta e foi a vencedora do prêmio Fazenda Sustentável 2016, ...