CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Fique atendo com a vacinação contra a febre aftosa e brucelose no mês de maio, somente animais até 2 anos
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
vacinacao contra aftosa

Fique atendo com a vacinação contra a febre aftosa e brucelose no mês de maio, somente animais até 2 anos

Os produtores rurais receberam o seguinte comunicado neste dia 1º de maio:

ATENÇÃO PRODUTOR:
VACINAR TODOS OS BOVINOS E BUBALINOS MENORES DE 2 ANOS (24 MESES) CONTRA FEBRE AFTOSA DE 01/05/2016 ATÉ 31/05/2016 E DECLARAR A VACINAÇÃO NA DEFESA AGROPECUÁRIA ATÉ 07/06/2016.
VACINAR TODAS AS FÊMEAS (BOVINAS E BUBALINAS) DE 3 A 8 MESES CONTRA BRUCELOSE ATÉ 31/05/2016 E DECLARAR NA DEFESA AGROPECUÁRIA ATÉ 07/06/2016.

Fique atento pois somente é necessário fazer a vacinação de animais até 2 anos.

Alguns cuidados que devem ser tomados para garantir uma vacinação eficiente:

– adquirir vacina em estabelecimentos cadastrados pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária. A legislação proíbe a o uso de vacinas adquiridas em etapas de vacinações anteriores;

– a vacina deve ser mantida entre 2 e 8 graus centígrados, tanto no transporte como no armazenamento, usando uma caixa de isopor, com no mínimo dois terços de seu volume em gelo. A vacina nunca deve ser congelada;

– escolher o horário mais fresco do dia para realizar a vacinação e classificar os animais por idade (era) e sexo, para evitar acidentes durante a vacinação;

– vacinar de preferência no terço médio do pescoço (tábua do pescoço). Independente da idade, a dose é de 5 ml de vacina;

– usar seringas e agulhas higienizadas – sem o uso de produtos químicos (nem álcool, nem cloro). As agulhas devem ser substituídas com frequência, para evitar infecções e os frascos da vacina devem ser mantidos resfriados durante a operação;

– a vacinação deve ser realizada de 01 a 31 de maio de 2016. O criador tem até o dia 07 de junho para comunicar a vacinação ao órgão oficial de Defesa Agropecuária, ou através do sistema informatizado Gedave. É preciso ainda, declarar todos os animais de outras espécies existentes na propriedade, tais como: equídeos (equinos, asininos e muares), suideos (suínos, javalis e javaporco), ovinos, caprinos, aves (granjas de aves domésticas, criatórios de avestruzes).

Aftosa: saiba mais sobre a doença altamente contagiosa que praticamente está erradicada no Brasil

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

confinamento-Bovino2

Uso de substância antimicrobiana em rações animais é proibido

A importação e a fabricação da substância antimicrobiana sulfato de colistina – usada como aditivo ...

boi-gado-no-pasto-1

Amazônia pode criar 240 milhões de cabeças de gado sem desmatamento

Usando técnicas de criação sustentável e sem aumentar a área de pastagem, o rebanho bovino ...