CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Gaúchos recebem certificação de boas práticas agropecuárias, gestão e manejo são alguns itens
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
Foto: Tiago Francisco / Sistema Farsul
Foto: Tiago Francisco / Sistema Farsul

Gaúchos recebem certificação de boas práticas agropecuárias, gestão e manejo são alguns itens

Em parceria com a Embrapa Pecuária Sul e Sindicatos Rurais do Estado, o Senar-RS realiza desde 2014 o Programa de Boas Práticas Agropecuárias (BPA) para Bovinos de Corte. A iniciativa busca estabelecer normas e procedimentos mais competitivos para a cadeia de bovinocultura de corte por meio de treinamentos técnicos e gerenciais. Entre os meses de outubro e novembro, 40 propriedades rurais gaúchas irão receber o laudo de boas práticas conforme os padrões previstos pelo programa: sete em Caçapava do Sul, nove em Alegrete e nove em Bagé, todas estas já certificadas, além de quatro em Santiago, quatro em Arroio Grande e outras sete em Santo Antônio da Patrulha.

A certificação ocorre através de curso com duração de 112 horas ao longo de um ano, dividido em 12 módulos/encontros. São trabalhados itens como gestão, manejo sanitário, bem-estar animal, entre outros. As propriedades dos participantes passam por diagnóstico inicial e avaliação final, podendo receber ao término do programa um Laudo de Boas Práticas, chancelado pelo Senar-RS e Embrapa. Sua validade é de dois anos, podendo ser atualizado mediante nova avaliação.

Todos os 87 proprietários que passaram pelo curso nestas seis cidades receberam certificado de conclusão do curso. As aulas ocorreram junto aos Sindicatos Rurais e Sindicatos do Trabalhadores Rurais. Há ainda no Rio Grande do Sul outras 80 propriedades em treinamento e avaliação. O curso é dirigido para produtores rurais alfabetizados, com idade a partir de 18 anos.

Mais informações sobre a iniciativa podem ser acessadas pelo site senar-rs.com.br/programas

Um dos proprietários certificados é Mailton Lopes Prussiano, proprietário da Agropecuária Pampeano, em Caçapava do Sul. “A minha meta era conseguir a certificação ouro e isso foi alcançado”, conta. Ele cumpriu todos os requisitos do curso e considera que a ação do Senar é muito importante para o bom desempenho da atividade. Agora, Prussiano já planeja buscar outras capacitações para garantir que a administração da sua propriedade esteja sempre atualizada.

Fonte: Senar-RS

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Se for levado em conta o cenário do ano passado, somente 41% das propriedades rurais leiteiras do país produzirão a bebida dentro dos padrões legais determinados pelo Ministério da Agricultura, conforme aponta um estudo da Clínica do Leite/Esalq-USP. Foto: Divulgação

Preço do leite ao produtor recuou 11,7% em novembro

O preço médio do leite recebido pelo produtor recuou 11,7% em novembro, na comparação com ...

bezerrada curiosa

A hora certa de usar os vermífugos no gado

O sucesso da produção na pecuária bovina depende, entre outras coisas, de um bom manejo ...