CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Leilão da GAP Genética chega a R$ 7 milhões, destaque touro Whatsapp foi vendido por quase 100mil
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
touro whatsapp da gap

Leilão da GAP Genética chega a R$ 7 milhões, destaque touro Whatsapp foi vendido por quase 100mil

ó na comercialização de bovinos leilão alcançou R$ 6,09 milhões em vendas

Mais uma vez o leilão da GAP Genética mostrou que é referência para a temporada de primavera da pecuária gaúcha e confirmou as expectativas dos promotores e organizadores. Neste domingo, 25 de setembro, a Estância São Pedro, em Uruguaiana (RS), teve casa cheia para acompanhar um dos mais tradicionais remates do Brasil, que teve um faturamento de R$ 7,04 milhões, sendo R$ 6,09 milhões na venda de 882 lotes de bovinos das raças Angus, Brangus, Hereford e Braford e R$ 952 mil nos equinos da raça Crioula.

De acordo com o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, que conduziu a parte das vendas de bovinos do dia juntamente com Gonçalo Silva, que ficou com a comercialização de equinos, o resultado do leilão surpreendeu. Mesmo com um grande volume de oferta, a liquidez foi um dos destaques. “Se vendeu tudo. Faltou touro Brangus, só para dar um exemplo. As médias em algumas raças foram maiores dos que a do ano passado, o que nos trouxe uma grata surpresa”, observa.

Silva também lembrou que outro destaque do tradicional leilão da GAP foi a procura de diversos lugares do Brasil e da América do Sul pela genética do criatório. “Tivemos procura de toda a parte do Brasil e o que nos surpreendeu foi uma venda para a Bolívia. Tivemos compra também do Paraguai, mas esta já era esperada. Foi um resultado muito bom”, salienta.

As médias registradas por raça tiveram o Brangus com R$ 9,38 mil de média, sendo R$ 4,44 mil nas fêmeas e R$ 12,77 mil nos machos, seguido da raça Angus, com R$ 7,99 mil – R$ 10,83 mil nos touros e R$ 4,56 mil nos ventres. Já a raça Braford teve média de R$ 7,9 mil com R$ 12,99 mil nos touros e R$ 4,13 mil nas fêmeas, enquanto a raça Hereford chegou a média de R$ 10,91 mil na venda de touros. No cavalo Crioulo, a média de comercialização foi de R$ 17,3 mil em 55 lotes.

O grande destaque foi a venda do touro da raça Brangus GAP Whatsapp, comercializado a R$ 97,5 mil para a Greenfield Agro Silvopastoril e Cond. Rural Weiler, representados no recinto pelo Med. Vet. Dimas Rocha da Assessoria Agropecuária.

Nos equinos da raça Crioula, as maiores vendas foram das éguas Guajuvira II de São Pedro e Guarita de São Pedro, com o valor de R$ 75 mil cada.

Fonte: Trajano Silva Remates, adaptado pela Assessoria Agropecuária

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Se for levado em conta o cenário do ano passado, somente 41% das propriedades rurais leiteiras do país produzirão a bebida dentro dos padrões legais determinados pelo Ministério da Agricultura, conforme aponta um estudo da Clínica do Leite/Esalq-USP. Foto: Divulgação

Preço do leite ao produtor recuou 11,7% em novembro

O preço médio do leite recebido pelo produtor recuou 11,7% em novembro, na comparação com ...

bezerrada curiosa

A hora certa de usar os vermífugos no gado

O sucesso da produção na pecuária bovina depende, entre outras coisas, de um bom manejo ...