CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Maior feira de alimentos do mundo receberá o Nelore Day, haverá degustação de cortes da raça
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
nelore-top-679x464

Maior feira de alimentos do mundo receberá o Nelore Day, haverá degustação de cortes da raça

Os visitantes da maior feira de alimentos do mundo: a Sial 2016, que acontece entre os dias 16 e 20 de outubro, em Paris, na França, terão a oportunidade de experimentar Picanha, Filé Mignon e Entrecote Marfrig Nelore Natural.

A degustação dos cortes, será realizada no dia 17 durante o Nelore Day, no estande da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec). Os cortes serão especialmente preparados pela equipe da tradicional Churrascaria Barbacoa, que há tempos acompanha a ABIEC nas ações de promoção da carne brasileira no exterior.

É a primeira vez que a carne com o selo Nelore Natural, produzida pelo Marfrig, será degustada em um evento fora do País, com a importância da Sial”, revela Andre Locateli, gerente executivo da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB). Esta participação foi viabilizada a partir de convite da Abiec, por intermédio da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

O objetivo é apresentar a importância do Zebu na pecuária brasileira e a qualidade da carne destes animais. A raça Nelore, principal representante do rebanho de corte nacional, com mais de 100 milhões de cabeças, será a responsável por mostrar para o mundo a capacidade do Brasil em produzir carne com qualidade, em quantidade.

Segundo Locateli, a Carne Marfrig Nelore Natural é fruto do Programa de Qualidade Nelore Natural (PQNN), que determina os padrões de produção e seleção dos animais, e faz o acompanhamento do produto desde a sua origem. Até chegar à mesa do consumidor, a carne passa por rigorosos processos. Os animais são criados a pasto, de forma sustentável, alimentando-se de capim durante a maior parte de sua vida, sem receber hormônios artificiais. Os técnicos da ACNB monitoram todas as etapas do processo de produção, desde as fazendas até a seleção e embalagem dos cortes nas unidades do Grupo Marfrig.

“Tudo isso resulta em um produto superior e padronizado. Além disso a carne Nelore Natural é gostosa e saudável, rica em Ômega 3 e com baixo teor de gordura”, afirma Locateli. Outra característica da carne Nelore é a gordura localizada na parte externa do músculo, podendo ser retirada no momento do preparo ou do consumo, sem perder suas principais qualidades: maciez e sabor. Assim, o consumidor pode optar por consumir ou não a gordura.

A carne Nelore Natural a ser degustada na Sial foi produzida na unidade Marfrig de Bataguassu, no Mato Grosso do Sul. Ao todo, seis unidades do grupo nos Estados de GO, MS, MT, RO e SP participam do PQNN, premiando os neloristas associados à ACNB pela qualidade dos animais ofertados, com até 3% sobre o valor da arroba. Desde que foi criado, em 2001, o PQNN já abateu mais de 10 milhões de animais da raça Nelore e produziu mais de 100 mil toneladas de carne com o selo Nelore Natural.

Além do Nelore Day (17/10), a Abiec também promoverá o Angus Day (18/10) e o Arab Day (19/10). Diariamente será servido churrasco com carne brasileira aos visitantes do estande. Mais de 1.000 quilos de carne serão degustadas no evento. O Angus Day é voltado à divulgação da carne do Angus brasileiro e o Arab Day visando impactar os compradores de países árabes, um grande mercado da carne brasileira.

A participação brasileira na feira é organizada em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), com quem a Abiec desenvolve o projeto Brazilian Beef, de promoção internacional da carne brasileira. Em um estande de 990 m², um total de 19 frigoríficos brasileiros – Agra, Barra Mansa, Boi Brasil, Cooperfrigu, Frialto, Frigol, Frigosul, Frisa, Iguatemi, JBS, Mafripar (Mercúrio), Marfrig, Masterboi, Mataboi, Minerva, Naturafrig, Plena, Supremo Carnes e Xinguara – estarão no espaço da ABIEC na SIAL.

“A SIAL é o momento mais importante do nosso amplo calendário de eventos no ano, cuja participação tem o propósito de internacionalizar a qualidade da carne brasileira. Neste ano, estamos preparando a nossa maior participação na feira parisiense visando à ampliação de mercados, já que esta feira é um ponto de encontro entre os diversos participantes da cadeia mundial da carne bovina”, afirma Antônio Jorge Camardelli, presidente da Abiec.

Esta será a oitava participação da ABIEC na SIAL. Na última edição, em 2014, mais de 6.000 pessoas, entre autoridades brasileiras e internacionais, representantes de órgãos governamentais, dirigentes de empresas, empresários e importadores, circularam pelo estande da ABIEC durante o evento.

Sial Paris

A Sial Paris é o maior do mundo em segmento e promete ampliar, melhorar e inovar os negócios dos empresários do setor por meio do conhecimento de novas tendências e tecnologias. As últimas edições do evento reuniram mais de 12 mil expositores e mais de 300 mil visitantes. Em sua última edição, realizada no ano de 2014, o evento reuniu mais de 6.500 expositores em 21 áreas de exposição, mais de 155.000 visitantes de 194 países e 104 países representados.

A Feira Sial abrange os segmentos de panificação e confeitaria, bebidas, carnes, lácteos, produtos delicatessen, produtos congelados, frutas e vegetais, produtos gourmet, produtos de mercearia, suplementos alimentares, produtos semi-processados, ingredientes e soluções de outsourcing, produtos orgânicos, aves, frutos do mar, produtos enlatados e em conserva, vinhos, e equipamentos e tecnologias.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

carcacas de carne

China importa volume recorde de carnes e deve manter ritmo em 2017

A importação de carnes pela China está alcançando níveis recordes devido a problemas internos de ...

touros

Déficit de touros dificulta produtividade na pecuária

Atualmente a demanda nacional de touros é de 300 cabeças por ano. Carregamos a meta ...