CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Mineiros e cariocas querem facilitar venda de gado ao pequeno produtor
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
As raças leiteiras integrantes do convênio são gir, girolando e holandês. Foto: Divulgação
As raças leiteiras integrantes do convênio são gir, girolando e holandês. Foto: Divulgação

Mineiros e cariocas querem facilitar venda de gado ao pequeno produtor

Convênio permitirá que agricultores familiares de Minas Gerais e do Rio de Janeiro adquiram bovinos leiteiros de alto padrão genético a preço de custo.

Convênio assinado entre a Emater-MG, Emater-RJ e a Embrapa Gado de Leite, de Juiz de Fora (MG), permitirá que agricultores familiares de Minas Gerais e do Rio de Janeiro adquiram bovinos leiteiros de alto padrão genético a preço de custo, dentro do programa Rebanho do Futuro.

As raças leiteiras integrantes do convênio são gir, girolando e holandês. “Por serem animais de pesquisa da Embrapa, esses bovinos têm acompanhamento genealógico há muitas gerações, o que os torna muito qualificados”, garante o chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Gado de Leite, Willian Fernandes Bernardo.

Ele informou, ainda, que cerca de 40 animais devem ser ofertados por ano, entre machos com idade entre 6 e 24 meses e fêmeas de 6 meses a 8 anos. “São animais que antes eram leiloados pela Embrapa, o que era oneroso para a instituição e beneficiava sobretudo grandes e médios produtores”, disse Bernardo.

“Nossa expectativa é de que esses animais, inseridos no rebanho de pequenos produtores, possam tornar mais eficiente o sistema produtivo”, comentou o coordenador técnico estadual de Bovinocultura da Emater-MG, Feliciano Oliveira. Para aquisição dos animais, a Emater-MG dará prioridade a produtores que já são assistidos em programas de extensão pela empresa no Estado.

Autoria: Estadão Conteúdo

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Se for levado em conta o cenário do ano passado, somente 41% das propriedades rurais leiteiras do país produzirão a bebida dentro dos padrões legais determinados pelo Ministério da Agricultura, conforme aponta um estudo da Clínica do Leite/Esalq-USP. Foto: Divulgação

Preço do leite ao produtor recuou 11,7% em novembro

O preço médio do leite recebido pelo produtor recuou 11,7% em novembro, na comparação com ...

bezerrada curiosa

A hora certa de usar os vermífugos no gado

O sucesso da produção na pecuária bovina depende, entre outras coisas, de um bom manejo ...