CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Pecuária de leite: “o mais importante é o lucro no fim do ano e não a margem por litro” diz especialista
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
ordenha-leitefazenda

Pecuária de leite: “o mais importante é o lucro no fim do ano e não a margem por litro” diz especialista

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe (FAESE) realizam, nesta sexta-feira, dia 14 de outubro, no município de Nossa Senhora do Sertão, (SE), o Dia de Mercado de Leite. Para debater o tema “Gerenciamento de Propriedades de Leite”, o zootecnista e mestre em Produção de Ruminantes pela Universidade Federal de Viçosa e sócio-proprietário da empresa Labor Rural Ltda, Christiano Nascif, é um dos convidados do evento.

O objetivo do Dia de Mercado é difundir as análises técnicas e econômicas identificadas pelo Projeto Campo Futuro na região, integrando-as com informações de mercado. A programação abordará a análise dos dados referentes à pecuária de leite no estado de Sergipe, apontando as possíveis soluções gerenciais e tecnológicas, além dos gargalos que interferem no desenvolvimento do setor.

CNA: Qual a importância do gerenciamento de propriedades de leite para o produtor?

NASCIF: Aumentar a produção e a produtividade do rebanho é relativamente fácil, difícil é fazer o produtor de leite ganhar dinheiro de forma sustentável. Portanto a gestão correta dos recursos produtivos faz com que o empresário rural seja eficiente na exploração dos fatores que mais pesam na composição dos custos de produção, que são a mão de obra, concentrados e volumosos (alimentação). Ser eficiente é produzir mais e melhor com menos, portanto é atingir o ótimo econômico da propriedade, ou seja, o ponto onde há maior rentabilidade que nem sempre se equivale ao ponto ótimo de produção, ou seja, onde ocorrem as máximas produtividades.

CNA: Há alguma diferença das demais propriedades?

NASCIF: Sim. A atividade leiteira se caracteriza por ser um negócio onde se imobiliza muito capital. Para produzir leite é necessário muito capital empatado em máquinas, terras, benfeitorias e animais, isto faz com que as análises da atividade devam ser realizadas no médio e longo prazo, nunca no curto prazo. Sendo assim, ninguém entra ou sai da atividade leiteira de uma hora para outra. Isto tudo torna a atividade leiteira mais complexa e desafiadora, na qual a escala de produção com custos equilibrados é preponderante para o sucesso do produtor.

CNA: O lucro do produtor depende do gerenciamento eficiente?

NASCIF: Sem dúvida. Gerenciamento econômico financeiro é fundamental em qualquer atividade. Devemos entender que os indicadores técnicos são os meios, o fim é o produtor colocar mais dinheiro no bolso. Para isto a gestão econômico-financeira deve considerar as receitas e os custos, não somente um ou outro. Não se deve buscar o aumento da receita a qualquer custo e nem a redução de custos de qualquer maneira. Há produtores que acham que gerenciar custos é gastar quase nada, grande engano. Sempre devemos lembrar que custo mínimo não se equivale a lucro máximo. A gestão eficiente de qualquer negócio deverá ter como meta o lucro máximo e não o custo mínimo.

CNA: Quais são as principais etapas para se ter uma boa gestão nesse tipo de propriedade?

NASCIF: Para uma boa gestão é necessário que se tenha um banco de dados organizado, tanto da parte zootécnica, como da parte econômica. De posse dos dados estes devem ser analisados. Através de uma análise bem feita de dados confiáveis, teremos as informações. Com estas informações técnicas e econômicas, devem-se tomar as decisões que visem o melhor equilíbrio do sistema de produção. Na atividade leiteira, o que importa é a margem total no final do ano, não a margem por litro de leite. É melhor se ter uma margem menor por litro sobre um volume de leite maior, do que uma margem por litro maior sobre um volume de leite inexpressivo. A gestão dos custos só tem sentido se for utilizada para tomar decisões futuras com o objetivo de melhorar os processos produtivos, visando a maior rentabilidade da atividade leiteira. Custos é uma medida do passado, utilizada no presente, para planejar um futuro mais promissor em qualquer atividade econômica, e com o negócio leite não é diferente.

Serviço
Dia de Mercado Pecuária de Leite
Data: 14 de outubro (Sexta-feira)
Horário: Das 8h às 12h
Local: Boteco do Sertão – Rod. Engº Jorge Neto, Nossa Senhora da Glória – (SE)
Inscrições: [email protected] e [email protected]
Informações: (79) 3211-3264

Assessoria de Comunicação CNA

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Se for levado em conta o cenário do ano passado, somente 41% das propriedades rurais leiteiras do país produzirão a bebida dentro dos padrões legais determinados pelo Ministério da Agricultura, conforme aponta um estudo da Clínica do Leite/Esalq-USP. Foto: Divulgação

Preço do leite ao produtor recuou 11,7% em novembro

O preço médio do leite recebido pelo produtor recuou 11,7% em novembro, na comparação com ...

bezerrada curiosa

A hora certa de usar os vermífugos no gado

O sucesso da produção na pecuária bovina depende, entre outras coisas, de um bom manejo ...