CLASSIFICADOS
Página Inicial » Eventos » [Vídeo e homenagem] Peões desistem de montar e doam prêmio para família de amigo morto em rodeio
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA

[Vídeo e homenagem] Peões desistem de montar e doam prêmio para família de amigo morto em rodeio

Os peões que competiam-no Rodeio de Profissionais em touros da ACRIVALE e que disputavam a premiação com Weberti Cordeiro Batista, que morreu após ser pisado por um touro de aproximadamente 800 kg, na noite de sábado, 20 de agosto, desistiram da disputa da premiação, em homenagem ao companheiro morto no rodeio. Na tarde de domingo, os peões se reuniram com a diretoria da ACRIVALE e se posicionaram contra participar da final do rodeio, que aconteceria na noite de domingo.

No domingo à noite, último dia do rodeio, todos adentraram à arena de mãos dadas, carregando um laço preto, simbolizando o luto pela perda do companheiro, fizeram uma oração e anunciaram a doação de toda a premiação do Rodeio em Touros, para a família de Weberti. A ACRIVALE, Associação dos Criadores do Vale do Arinos, ficou com a responsabilidade de depositar o total da premiação, que seria de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), na conta bancária da esposa de Weberti.

O incidente com Weberti Cordeiro aconteceu na noite de sábado, 20 de agosto, quando o peão foi pisado por um touro e morreu a caminho do hospital de Juara. A ACRIVALE, Associação dos Criadores do Vale do Arinos, tomou todas as providências para preparação e encaminhamento do corpo para a cidade de Águas Boa, onde morava o peão falecido. Weberti Cordeito Batista, tinha 30 anos, era casado, pai de dois filhos, um menino de 05 anos e uma menina de 07, era atual campeão do circuito mato-grossense de rodeio e já tinha no currículo uma premiação invejável de 07 motos, 03 carros, uma caminhonete e cerca de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), em dinheiro.

Show de Notícias

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Se for levado em conta o cenário do ano passado, somente 41% das propriedades rurais leiteiras do país produzirão a bebida dentro dos padrões legais determinados pelo Ministério da Agricultura, conforme aponta um estudo da Clínica do Leite/Esalq-USP. Foto: Divulgação

Preço do leite ao produtor recuou 11,7% em novembro

O preço médio do leite recebido pelo produtor recuou 11,7% em novembro, na comparação com ...

bezerrada curiosa

A hora certa de usar os vermífugos no gado

O sucesso da produção na pecuária bovina depende, entre outras coisas, de um bom manejo ...