Boi gordo: maior oferta colabora para pressão de baixa

Boi gordo: maior oferta colabora para pressão de baixa

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

A entressafra está próxima e muitos estados sentem a falta de chuvas. Em São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Tocantins a estiagem varia de 15 a 30 dias.

As pastagens, em função disso, estão perdendo capacidade de suporte, o que aumentou a oferta de boiadas, mesmo porque para manter o animal nestas condições, o custo aumenta.

Diante desse cenário de oferta os compradores estão na retranca. Das trinta e duas praças pecuárias pesquisadas pela Scot Consultoria, desde o início de maio a cotação da arroba do boi gordo caiu em quinze delas.

Destaque para Redenção e Paragominas no Pará cuja retração foi de 1,6% e 0,8%, respectivamente no período. Nessas regiões, as escalas de abate atendem de cinco a seis dias.

No mercado atacadista de carne bovina com osso, o boi casado de animais castrados ficou cotado em R$9,35/kg nesta terça-feira (8/5). Estabilidade frente ao fechamento do dia anterior.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com