Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Cavalo Percheron com mais 1000 kg conquista o público na Expointer

Pesando mais de uma tonelada e medindo 1,7 metro de altura, o cavalo gigante Baron impressiona pelo tamanho. Cavalo Percheron, natural da França, é o terceiro ano que participa da Expointer.

O Baron foi gerado na França e nasceu em Camaquã há sete anos“, conta ele. Sabendo da curiosidade do público, Henz abriu a baia para permitir que os visitantes fizessem fotos ao lado do equino. Se, de um lado, os coelhos atraem o público, de outro, um “gigante”, também encanta crianças e adultos. Conforme o proprietário do animal, Renito Henz, 59 anos, ele e a filha tem uma cabanha em Travesseiro, no Vale do Taquari, onde estão reproduzindo a raça de cavalo Percheron. Inclusive, ele comercializa coberturas, já que o DNA é de exportação.

Com sete anos, 1,70 de altura e pesando cerca de 1.000 kg, o cavalo da raça Percheron WB Baron, da Cabanha Henz, de Travesseiro, encanta pela sua tranquilidade e pela sua elegância ao andar pelas alamedas do Parque Assis Brasil. 

O criador Renito Henz conta que o “grandão” é reconhecido pela força e pelo porte. “É o mais bonito e o mais dócil”, resume, contando que além dele, tem mais uma fêmea e está importando outra fêmea que venceu o campeonato na Feira de Palermo. “É um animal de tração e muito resistente”, completa.  Neste ano, são 12 exemplares em exposição na Expointer. 

Por conta das medidas, é Henz quem produz as ferraduras, arreios e providencia a sela para Baron. Só para se ter uma ideia de quanto a raça se diferencia por seu tamanho, o peso de um cavalo crioulo varia entre 400 e 450 quilos e a altura máxima dos machos costuma ser de 1,50 metro.

De origem francesa, trata-se de uma típica raça de cavalo de tração, e a mais conhecida das raças equinas francesas. Tornou-se notório em meados do século XIX, quando esses animais foram difundidos pelos Estados Unidos. Nesse período, os cavalos Percheron eram usados para realizar as atividades de tração nas fazendas. A partir de então, eles voltaram a ser utilizados em atividades de tração e também para animar jogos e eventos puxando charretes em cidades turísticas da Europa.

A raça do cavalo Percheron é uma das raças de cavalos de tração mais conhecidas e apreciadas. São uma das raças de cavalos de tração mais exportadas do mundo, com presença em vários continentes. Foram usados ​​em várias guerras, incluindo pela cavalaria pesada. Conhecidos por seu temperamento calmo e amigável, o que facilita o manejo.

cavalo percheron
Coelhinho Netherland comparado ao tamanho do cavalo Percheron – Foto: Luís André Pinto

Características Físicas do cavalo Percheron:

  1. Cor : Principalmente cinza ou preto, mas outras cores podem ocorrer.
  2. Altura : Geralmente entre 1,5 e 1,8 metros de altura na cernelha.
  3. Peso : Varia de 900 a 1.200 kg, dependendo do animal e do seu uso.
  4. Cabeça : Tem uma cabeça relativamente pequena em relação ao corpo, mas bem fornecida, com olhos expressivos.
  5. Corpo : Forte e compacto, com pernas curtas, mas fortes e musculosas.
  6. Casco : Forte e bem formado, o que contribui para sua resistência.

Devido a essas características, o cavalo Percheron é uma raça altamente valorizada e é considerada uma das melhores opções para trabalho pesado e equitação recreativa.

Touro mais pesado da 46ª Expointer ultrapassa marca de 1,4 mil quilos

Vem de Cachoeira do Sul o “peso pesado” da 46ª Expointer. O touro Hudson da Boa Esperança, da raça Limousin, atingiu a marca de 1.410 quilos na balança neste domingo (27), no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. 

Hudson, de quatro anos, é filho de touro francês chamado Duvalier com uma vaca que já foi grande campeã Limousin da Expointer, a 3M Xuza. No ano passado, o animal chegou a pesar em torno de 1,2 mil quilos. O pecuarista Edgar Ferreira Lima, o Cacaio, presidente da Associação Nacional dos Criadores de Limousin, comemorou a conquista da sua propriedade, pelo sétimo ano consecutivo. 

Na pecuária de corte, ter alguns quilos a mais não é considerado um problema e pode até render títulos. Para chegar a esse peso, há um intenso trabalho nos meses que antecedem a Expointer. O touro é alimentado em piquetes três vezes ao dia, com silagem de milho, casca de soja e ração. Nos últimos dias, ele ficou no estábulo recebendo alfafa triturada e só saía para caminhar e pegar sol. 

cavalo percheron
Touro mais pesado da Expointer 2023 é o Limousin Hudson da Boa Esperança – Foto: Fernando Dias/Ascom Seapi

Dos gigantes aos pequenos

Eles pesam cerca de 110 gramas, têm cerca de cinco centímetros de altura e recebem o afago de centenas de crianças e adolescentes ao longo de todo o dia na 46ª Expointer, em Esteio, que segue até domingo (3), no Parque de Exposições Assis Brasil.

Os coelhos da raça Netherland, também chamados de coelho anão, têm olhos grandes e redondos, cabeça pequena e são encontrados em colorações como branco, laranja e cinza. Ao todo, são 38 exemplares nesta edição da feira. Na vida adulta, eles chegam a cerca de 1,1 kg e podem ter até seis filhotes por ninhada.

Pedacinhos de cenoura ou maçã são “agradinhos” que devem ser dados uma vez na semana. Ter uma gaiola e uma bandeja específica para que o animal faça suas necessidades e não exalem cheiros também é fundamental. Por terem uma pelagem três vezes mais grossa que a dos gatos, os bichinhos não devem tomar banho. Apenas talco deve ser usado na higiene.

Se for comparado com o animal mais pesado desta 46ª edição da Expointer, o peso do coelho anão representa 0,007% dos 1.410 kg do exemplar da raça Limousin, o Hudson da Boa Esperança.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM