Maior demanda de praças consumidoras eleva preços

Maior demanda de praças consumidoras eleva preços

PARTILHAR

Após o enfraquecimento observado na segunda quinzena de março, os preços do milho voltaram a subir na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea.

As altas mais intensas foram verificadas nas praças consumidoras, como São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, onde demandantes precisam do cereal para repor estoques no curto prazo.

No campo, o clima segue favorável ao desenvolvimento das lavouras de segunda safra, gerando expectativa de oferta elevada no segundo semestre. Na região de Campinas (SP), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa avançou 2.5% entre 29 de março e 6 de abril, fechando a R$ 41,36/sc de 60 kg na sexta-feira, 6.

Fonte: Cepea

-- conteúdo relacionado --
Rainha no Brasil, soja vai destronar milho nos Est... Após quase quatro décadas de soberania do milho, a soja deve assumir a posição de grão mais cultivado pelos americanos, alcançando 36,7 milhões de hec...
Produtores de milho estão com um olho no silo e ou... Volume total produzido será menor, mas “sobra” do ciclo passado deve ser suficiente para suprir demanda inicial e evitar subidas intensas dos preços a...

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com