Mercado do boi gordo em ritmo lento

Mercado do boi gordo em ritmo lento

PARTILHAR
boitel grande lago confinamento
Foto: Agropecuária Grande Lago BOITEL

As modificações foram pontuais e ficaram por conta das regiões onde a ponta vendedora não demonstra tanto interesse em negociar, e isso reduziu a oferta de boiadas terminadas.

Poucos negócios registrados no fechamento da última quinta-feira (27/12). As modificações foram pontuais e ficaram por conta das regiões onde a ponta vendedora não demonstra tanto interesse em negociar, e isso reduziu a oferta de boiadas terminadas.

No Sul de Goiás, por exemplo, a alta foi de R$0,50/@, o que representa 0,4% de aumento na comparação diária e as escalas de abate giram em torno de quatro dias. Na região, as indústrias encontram dificuldade em alongar as programações de abate, o que faz com que as empresas sigam ofertando preços firmes.

Entretanto, no Sul do Tocantins a oferta de matéria-prima foi suficiente para atender a demanda vigente, permitindo aos compradores ofertarem preços abaixo das referências. Com isso, houve queda de 0,7% na comparação dia a dia. 

Em São Paulo, a cotação ficou estável frente ao último levantamento (26/12) e foram observados frigoríficos fora das compras hoje. 

A margem de comercialização das indústrias que realizam a operação de desossa está em 22,4%, valor acima da média histórica.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com