Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

CNA faz balanço das ações do setor de grãos e fibras

Em 2022, a comissão também colaborou na condução de 30 painéis do Campo Futuro nas cadeias produtivas de soja, milho, trigo, arroz e feijão.

A Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA fez um balanço, na quarta (14), das ações de 2022 e das prioridades para as cadeias produtivas em 2023.

O presidente da Comissão, Ricardo Arioli, comentou que os trabalhos em 2022 foram pautados na redução da insegurança jurídica do setor, levantamento de subsídios técnicos para abertura de mercados, e a promoção e fomento de diferentes culturas.

Tiago Pereira, técnico da comissão, destacou algumas ações previstas para o próximo ano como o fomento à cultura do trigo, promoção da melhoria contínua e da gestão ambiental das propriedades rurais e a estruturação da cadeia de feijão e pulses.

Arioli reforçou que o Brasil tem ganhado espaço no mercado mundial de trigo e pulses, e, para aumentar a participação desses produtos no comércio exterior, o setor precisa estruturar essas cadeias.

“A imagem de sustentabilidade do setor também precisa ser trabalhada, e o Sistema CNA/Senar tem um grande potencial através da promoção da melhoria contínua nas propriedades e da transparência das informações”, explica.

Em 2022, a comissão também colaborou na condução de 30 painéis do Campo Futuro nas cadeias produtivas de soja, milho, trigo, arroz e feijão, além de debates em lives, congressos e missões internacionais.

Também no encontro, o assessor jurídico da Confederação, Fabrício Cunha, falou sobre contratos de venda futura e apresentou um modelo como sugestão aos produtores rurais Ariolli explicou que a iniciativa surgiu por uma necessidade apresentada pelos produtores da cadeia de grãos.

“Queremos ajudar os produtores rurais a melhorar as negociações contratuais trazendo um equilíbrio nos contratos de venda futura. Acredito que estamos no caminho certo”.

Fonte: CNA

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM