PARTILHAR

Três novas cultivares de soja com adaptação no cerrado brasileiro foram apresentadas nesta quinta-feira (17), em Cuiabá (MT), pela Tropical Melhoramento & Genética (TMG).

A empresa foi uma das patrocinadoras do XVIII Encontro Técnico da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, e teve a oportunidade de mostrar as características e posicionamento dos lançamentos para a safra 2018/19 e de outras cultivares consolidadas do portfólio. O evento teve a participação de mais de 300 profissionais da área agrícola, das principais regiões produtoras de soja no Brasil. O Encontro Técnico teve início na quarta-feira e encerrou nesta sexta-feira (18), no Gran Odara Hotel.

Renan dos Santos, supervisor de Desenvolvimento de Mercado da TMG em Mato Grosso, apresentou as novas cultivares de soja, a TMG 2378IPRO, TMG 2381IPRO e TMG 2383IPRO. Em comum, as variedades trazem a tecnologia Intacta RR2 PRO™, de resistência às principais lagartas da soja e ao herbicida glifosato. A TMG 2378IPRO se destaca por ser precoce e por ter boa aptidão para a abertura de plantio. Além dessas características, possui baixa plantabilidade, arquitetura moderna e compacta. “ É uma variedade com folha estreita no ponteiro, facilitando a aplicação de defensivos, o manejo de pragas e controle de doenças”, explicou Renan.

A TMG 2381IPRO, além de trazer os benefícios da tecnologia Intacta RR2 PRO™, tem Ampla Resistência a Cisto e essa dupla característica é um dos principais destaques desse lançamento. “Através de um trabalho massivo e de assertividade do Programa de Melhoramento Genético da TMG trazemos o lançamento com essas duas grandes características, além de ter alto teto produtivo, que foi o principal critério de seleção dessa cultivar, também com baixa plantabilidade. Tudo isso ajuda a reduzir custos para o produtor”, destacou o supervisor.

Ainda na apresentação o público conheceu a TMG 2383IPRO, cultivar de grupo de maturação 8.3, que se mostrou muito competitiva em mais de 30 ensaios realizados durante a safra 2017/18, em Mato Grosso e na região Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). A variedade obteve 79% de vitória em comparação à principal cultivar do mesmo grupo de maturação e que hoje é semeada em Mato Grosso. “Essa variedade tem alto teto produtivo, é resistente ao nematoide de cisto das raças 1 e 3, tem boa capacidade de engalhamento e é muito fácil de ser trabalhada, pois tem ampla adaptabilidade e boa plasticidade em relação ao estande de plantas”, pontuou o profissional.

Leia também

Além das novas cultivares, também foram destacadas no Encontro Técnico as cultivares lançadas na safra 2017/18, TMG 7067IPRO e TMG 2173IPRO. A TMG 7067IPRO, com adaptação tanto para o cerrado como para a região Sul do Brasil, além da precocidade, tem excelente teto produtivo, alto peso de grãos e boa capacidade de engalhamento (esta última característica é mais evidente no Mato Grosso do Sul e em Goiás).

A TMG 2173IPRO também tem boa capacidade de engalhamento e crescimento e, por isso, é indicada para abertura de plantio. Ainda no portfólio das cultivares consolidadas, a TMG 1180RR apresenta em várias safras resultados acima de 70 sacas por hectare. “É uma variedade com excelente plasticidade. Sua capacidade de se adaptar ao meio traz vantagens para o produtor, se sobra planta ela não acama, se falta ela engalha”, frisou.

Outras três cultivares presentes no portfólio de soja da TMG tiveram seus resultados de produtividade divulgados no evento. A TMG 2181IPRO, a TMG 2185IPRO e a cultivar convencional TMG 4182 continuam sendo excelentes opções de alta produtividade e trazem características agronômicas específicas, como a tolerância à chuva na colheita (TMG 2185IPRO) e ampla resistência ao nematoide de cistos (TMG 4182).

As cultivares lançadas na safra 2017/18 e as demais cultivares consolidadas têm bons volumes de sementes a serem comercializadas para a próxima safra.

Pneu de soja: sustentável, econômico e totalmente renovável

-- conteúdo relacionado --

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.