Governo vai fechar as portas de estatal do chip do boi

Governo vai fechar as portas de estatal do chip do boi

PARTILHAR
chip-do-boi-em-vaca
Foto: Divulgação

Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec) será fechada, estatal é vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

BRASÍLIA – O governo deve fechar as portas até março da Ceitec (que produz chip para gado). A empresa é dependentes do Tesouro Nacional. Isso significa que ela não gera receitas suficientes para pagar suas despesas de pessoal e custeio. Todos os empregados serão demitidos, e os ativos da empresa serão vendidos para pagar dívidas, segundo apurou o Estadão/Broadcast.

A opção pela liquidação ocorre porque não há interesse do mercado em comprar essas companhias, o que inviabiliza uma tentativa de privatização.

Em 2018 a empresa divulgou um prejuízo de R$ 42,6 milhões e sempre tentou focar no setor privado para se sustentar, prejuízo que repetiu anos anteriores. Em 2015 o atual ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, atestou o futuro promissor e disse que a empresa só começaria a dar lucros em 2018. Atitude está alinhada com a proposta do governo de Jair Bolsonaro que pensa em privatizar e extinguir várias estatais.

Criada em 2008 pelo ex-presidente Lula, a Ceitec é vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A empresa atua na área de dispositivos microeletrônicos e fabrica chips para identificação e rastreamento de produtos, medicamentos e animais.

A fábrica da Ceitec em Porto Alegre (RS) tem 194 empregados, com salário médio de R$ 8,6 mil. A empresa recebeu subvenção do Tesouro Nacional de R$ 75 milhões em 2017, além e um Adiantamento para Futuro Aumento de Capital (AFAC) de R$ 1,232 milhão. O grau de dependência de recursos do Tesouro é de 94%, e o patrimônio líquido da empresa é de R$ 105 milhões.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.