Chip do boi: Brinco eletrônico é ferramenta essencial de gestão

Chip do boi: Brinco eletrônico é ferramenta essencial de gestão

Identificação eletrônica de bovinos
Foto: Divulgação

Em tempos de margem cada vez mais apertada ao produtor, o gerenciamento de sua produção pode ser um fator decisivo para que tenham lucro com sua produção.

Obter informações como custos com animais, alimentação, mão-de-obra, entre outros é essencial para saber o que precisa ser corrigido dentro ou fora da propriedade.

Para quem trabalha tanto com gado de corte como de leite, as informações de nutrição, uso de medicamentos, reprodução e genética, entre outras ajudam muito o pecuarista na tomada de decisões em sua produção. Saber os custos de cada animal, bem como o rendimento de ganho de peso ou produção de leite podem definir a estratégia que o produtor tem que ter com seu rebanho.

gado-nelore-com-brinco-eletronico
Foto: Allflex

O uso dos brincos de identificação para bovinos, suínos e ovinos ajudam o produtor a obter muitas informações sobre sua produção e a eficiência de seu trabalho. Isso é um grande benefício para melhorar a cada dia seus resultados e conseguir melhorar seus rendimentos.

Os brincos eletrônicos, também conhecidos como “chip do boi”, são compostos por duas partes conhecidas como macho e fêmea, que permitem um encaixe perfeito, perfurando a orelha do animal. Esse tipo de identificador é um grande sucesso entre diversos criadores de bovinos, ovinos, caprinos e suínos, e é especialmente indicado aos criatórios comerciais, graças à facilidade de leitura e de recuperação dos brincos após o abate dos animais.

Coleta dos dados

Bastão eletrônico
Foto: Allflex

O sistema  é de alta tecnologia  e utiliza sinais de rádio frequência. A leitura é feita através dos leitores de rádio frequência e, com sua comunicação imediata via cabo serial ou Bluetooth, o manejo é realizado simultaneamente no sistema de gestão utilizado.

Como o transponder não armazena dados, apenas seu número, para trabalhar com a identificação eletrônica é necessário:

  1. identificadores
  2. leitores
  3. sistema de coleta e gerenciamento (balança, software, etc).
Tecnologia interna da identificação eletrônica
Foto: Allflex

Grandes vantagens

  1. Automatização da coleta de dados;
  2. 0% de erro na coleta e transmissão de dados;
  3. Redução do tempo de trabalho e acidentes de trabalho;
  4. Menor contato com os animais;
  5. Diminuição de stress;
  6. Redução das contusões dos animais nas diferentes fases de manejo.

Valores de implementação

O custo de cada brinco gira em torno de R$ 5,50 (cinco reais e cinquenta centavos), o equipamento (alicate) para implantação do brinco gira em torno de R$ 120,00 (cento e vinte reais) e pode ser o mesmo de brincos de numeração. O bastão tem o custo de 5 mil reais, a grande vantagem é que a grande maioria dos softwares de gestão tem integração para o envio automático dos dados para o aplicativo, assim como as balanças eletrônicas.

Contato & Informações

Welton Oliveira
(47) 9601-1513
woliveira@allflex.com.br

Envie sua dúvida para o técnico

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Telefone de contato(obrigatório)

Cidade/UF (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem