Idoso mata ladrão de gado a tiros durante cavalgada

Idoso mata ladrão de gado a tiros durante cavalgada

PARTILHAR
Foto meramente ilustrativa

Homem de 67 anos fez disparos contra pessoas que participavam de uma confraternização na zona rural de Manhumirim. Idoso atira em participantes de cavalgada, mata um e é linchado em Minas.

Duas pessoas morreram durante confraternização realizada após uma cavalgada neste domingo (25) na área rural de Manhumirim, na Zona da Mata. 

Um idoso de 67 anos sacou um revólver durante a festa e atingiu dois homens que estavam no local. O primeiro recebeu o tiro na cabeça e morreu na hora. O segundo, alvejado na perna, foi socorrido e passa bem. 

Revoltadas, as pessoas que estavam na festa lincharam o autor dos disparos, que também morreu no local. 

Um senhor de 67 anos sacou um revólver durante a festa e atingiu um homem, de 30 anos, que participava do evento e morreu no local. Este era suspeito de furtar cabeças de gado na propriedade e seria essa a motivação para o crime. 

A segunda vítima foi alvejada quando participantes do evento tentaram tirar a arma das mãos do idoso mas, prontamente socorrida, passa bem. 

Após os disparos, revoltados, moradores coordenados pelo pai da vítima de 30 anos, e que estavam na cavalgada, lincharam o idoso. Dados os ferimentos, ele também morreu no local. 

De acordo com a Polícia Militar, os crimes aconteceram por volta de 17h40 e, após retirados os corpos dos mortos e periciado o ponto em que tudo aconteceu, um grupo de sete pessoas foi levado à Delegacia de Polícia Civil, em Manhuaçu, para prestar esclarecimentos. 

O roubo de gado na fazenda

Os disparos feitos por um idoso de 67 anos contra um homem, que morreu, em uma cavalgada na tarde desse domingo (25), em Manhumirim, na Zona da Mata, foram motivados por sucessivos furtos cometidos pela vítima às suas cabeças de gado. Quem apontou a informação à Polícia Militar foi o filho dele, durante depoimento após constatada a morte do pai, linchado por participantes do evento.

Aliás, a disputa entre vítima e atirador começou há mais ou menos um ano, quando as propriedades do idoso foram invadidas em algumas oportunidades, e suas cabeças de gado e até cavalos levados embora. Desde então, ele passou a suspeitar de seu vizinho, um homem de 30 anos com longo histórico de furto de animais no município. 

Assim, na data marcada para acontecer a cavalgada, cerimônia tradicional que promove o encontro entre os moradores da zona rural de Manhumirim, o idoso decidiu tirar satisfações com o vizinho. A comemoração acontecia no instante em que o senhor de 67 anos sacou sua arma e disparou contra o rival. 

Revoltado, o pai do suspeito de furtar gado, tentou tirar a arma do idoso e acabou disparando contra uma pessoa que não estava envolvida na briga. Essa vítima foi atingida na perna e socorrida para um hospital, onde está em observação, mas não corre qualquer risco de vida. 

Desarmado, o idoso caiu no chão, recebeu sucessivos socos e chutes na cabeça e, dados os ferimentos provocados pelo linchamento, acabou morrendo ali mesmo. 

Sete pessoas foram presas, entre elas o pai do suspeito de furtar gado, de 55 anos, alguns familiares dele e um homem, com quem a arma foi encontrada algumas horas após toda a confusão. O grupo foi levado à delegacia de Polícia Civil, em Manhuaçu, cidade mais próxima, e lá permaneceram para serem ouvidos.

Compre Rural com informações do O Tempo

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com