Mercado do boi gordo em compasso de espera

Mercado do boi gordo em compasso de espera

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

Escalas um pouco mais confortáveis, girando ao redor de sete/oito dias, permitem avaliar o comportamento do mercado nesta semana para ofertas de compra.

Na última sexta-feira (26/4), em um cenário geral, o mercado foi movimentado, mas, como tipicamente acontece neste dia da semana, os compradores de gado aproveitaram para tentar exercer alguma pressão de baixa nos preços da arroba.

Porém, as tentativas de pagamentos menores não tiveram muito sucesso, com exceção de Goiás, onde a demanda calma e a oferta de boiadas ganhando corpo possibilitaram que as ofertas menores se tornassem referência.

Já em São Paulo, grande parte dos frigoríficos abriu o dia fora das negociações. Essas indústrias, que estão com as escalas um pouco mais confortáveis, girando ao redor de sete/oito dias, vão esperar o comportamento do mercado nesta semana para lançar suas ofertas de compra.

Contudo, ao mesmo tempo, no estado, existem frigoríficos com programações menores (quatro/cinco dias) que mais receosos quanto a um dia a menos de abate na próxima semana preferiram garantir as escalas de abate nas negociações do último dia da semana, mesmo que para isso tivessem que ofertar preços maiores para a arroba.

Para essa semana que se inicia, período de virada de mês, o mercado deve ganhar força, respaldado na demanda aquecida do varejo e também nos estoques mais moderados, em função da interrupção dos abates no feriado do dia primeiro de maio.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com