PARTILHAR

Causado por um provável El Niño e pelas mudanças climáticas, há uma previsão de que o planeta aqueça ainda mais, advertem os cientistas.

*Com informações do National Geographic Brasil 

É muito provável que o fenômeno El Niño esteja a caminho, acentuando o clima extremo já agravado pelas mudanças climáticas e aumentando a chance de que 2019 seja o ano mais quente já registrado na história humana, alertam os cientistas.

Há uma chance de 80 por cento de que um El Niño plenamente formado já tenha começado e dure ao menos até o fim de fevereiro de 2019, segundo o Centro de Previsões Climáticas da Administração Atmosférica e Oceânica Nacional.

Os impactos do El Niño foram mais severos nos últimos anos por causa do aquecimento global e esses impactos piorarão à medida que as temperaturas continuarem a subir, segundo um estudo recente da revista científica Geophysical Research Letters.

“Com um El Niño, é bem possível que 2019 seja o ano mais quente já registrado”, afirmou Samantha Stevenson, coautora do estudo e cientista climática da Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara.

Os quatro anos mais quentes foram os quatro últimos, de 2015 a 2018, em razão das crescentes emissões de dióxido de carbono (CO2) que aprisionam o calor—e que também alcançaram níveis recordes, segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM). O clima da Terra está mais quente que a média do século 20 nos últimos 406 meses consecutivos, o que significa que ninguém que tenha menos de 32 anos já viveu um mês mais frio que a média.

Confira matéria completa aqui.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.