Abates de bovinos voltam a crescer

Abates de bovinos voltam a crescer

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

O número de animais abatidos no Brasil voltou a crescer após quatro anos de queda consecutiva.

Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário mostra uma retomada do rebanho e da produtividade, depois das reduções ocasionadas pela forte seca que atingiu o Centro-Sul do País entre 2013 e 2014.

Segundo dados divulgados nesta semana pelo IBGE, no acumulado de janeiro a setembro deste ano, foram abatidos 23,73 milhões de animais no Brasil, número 4,06% superior ao do mesmo período do ano passado, 6,45% acima do de 2016 e 3,38% a mais que em 2015.

No entanto, a quantidade abatida ficou 7% e 6,5%, respectivamente, abaixo das registradas em 2014 e em 2013.

Considerando-se, especificamente, o terceiro trimestre, o volume de animais abatidos cresceu 7,2% frente ao mesmo período de 2017 e também o maior desde 2014. Esses dados ajudam a entender os movimentos de preços que ocorreram nos últimos anos e também em 2018.

A maior oferta de animais em 2017 e 2018, devido ao aumento de produtividade, somada a um mercado doméstico desaquecido pressionaram as cotações ao longo do primeiro semestre de 2018.

Com informações do CEPEA.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com