Abates induzidos pela seca atingem níveis recordes

Abates induzidos pela seca atingem níveis recordes

PARTILHAR
genetica aditiva vacas
Foto: Palabra Rural

O abate de vacas e novilhas atingiu 58% do total de abates de bovinos adultos por três meses consecutivos, de março a maio. Veja na matéria!

Os abates de vacas atingiram níveis recordes, já que a escassez severa de água em muitas regiões-chave de produção de carne bovina acelerou o ritmo de desabastecimento, segundo o Meat and Livestock Australia (MLA).

O abate de vacas e novilhas atingiu 58% do total de abates de bovinos adultos por três meses consecutivos, de março a maio.

O analista de mercado sênior da MLA, Adam Cheetham, disse que o abate total de bovinos adultos australianos para 2019 deverá aumentar em três por cento ano a ano para 8,1 milhões de cabeças.

“O abate elevado de fêmeas e as más condições combinaram-se para elevar os pesos médios das carcaças para este ano, para 282,5 kg / cabeça”, disse Cheetham.

“Apesar do abate nacional ter sido revisado em alta, os pesos mais baixos da carcaça sustentaram níveis de produção inalterados em um peso estimado de 2,3 milhões de toneladas, dois por cento abaixo da média de cinco anos.

“O setor de confinamento continua apoiando a produção nacional de carne bovina e tem sido um elo crítico na cadeia de fornecimento durante o período seco prolongado. O número de bovinos confinados atingiu novo recorde no trimestre de março de 2019 e se manteve acima da marca de 1,1 milhão de cabeças pelo quarto trimestre consecutivo.

“Espera-se que este número permaneça alto, devido aos desafios de terminar o gado em reservas limitadas de pastagens.”

Cheetham disse que o rebanho nacional deve ter diminuído 7,3%, para 26 milhões de cabeças no ano que terminou em junho de 2019.

Cheetham disse que a demanda por carne bovina australiana permaneceu robusta este ano, apoiada por uma depreciação do dólar australiano e aumento da demanda da China.

“No primeiro semestre do ano, as exportações totais de carne bovina da Austrália aumentaram 6% e os envios de carne de animais confinados atingiram níveis recordes. No entanto, enfrentando algumas restrições de oferta no segundo semestre do ano, espera-se que as exportações de 2019 terminem o ano em 1,13 milhão de toneladas de peso embarcado ”, disse Cheetham.

“As condições de seca também apoiaram as exportações de gado, com embarques totais de 19% no primeiro semestre de 2019. Os embarques de gado devem terminar 2019 em 1,15 milhão de cabeças, um aumento de 6% em relação ao ano anterior.

“Além do clima, fatores como taxas de câmbio, produção nos Estados Unidos e movimentos de preços do gado, evolução do comércio e demanda da China continuarão sendo importantes impulsionadores de preços para a carne bovina australiana.”

Fonte: Foodmag.com.au, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com