ABPA busca ampliar exportações para o México

ABPA busca ampliar exportações para o México

PARTILHAR
(Foto: Fabiano Accorsi/Ed. Globo)

A feira acontecerá entre 6 e 8 de março, na cidade mexicana de Guadalajara.

Destaque entre os países mais influenciados pelas novas configurações do comércio internacional, o México será o mercado-alvo de uma ação de promoção comercial organizada pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), durante a ExpoANTAD & Alimentaria 2018.

A ABPA contará com uma área exclusiva no evento para promoção das marcas setoriais Brazilian Chicken, Brazilian Egg e Brazilian Pork. Quatro empresas participarão da ação: Copacol, C Vale, Seara e Zanchetta Alimentos.

Além de rodadas de negócios com potenciais clientes e importadores mexicanos, a ação contará com a distribuição de material promocional em espanhol, com informações sobre as empresas e detalhes sobre os diferenciais produtivos da avicultura e da suinocultura do Brasil, como o status sanitário, a qualidade e o perfil sustentável da produção.

Além da ação na ExpoANTAD & Alimentária, a equipe da ABPA participará de uma série de encontros com representações de importadores mexicanos e da representação oficial brasileira no México. Em pauta, além do reforço às exportações avícolas, serão abordadas as tratativas para a abertura deste mercado à carne suína made in Brazil.

“O México renovou recentemente sua cota de importação de produtos avícolas brasileiros, assegurando a continuidade dos negócios para o setor. Nosso objetivo, entretanto, é ir além e firmar o Brasil como fornecedor, também de carne suína. O Brasil está em negociação com as autoridades mexicanas, e há boas perspectivas quanto a abertura deste valioso mercado, que é um dos maiores importadores de proteína animal do planeta”, destaca Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

Décimo primeiro maior importador de carne de frango do Brasil, o México registrou crescimento em suas compras ao longo de 2017. Para lá, foram embarcadas 94,7 mil toneladas ao longo do ano, volume que superou em 59,5% o total exportado em 2016. Em receita os negócios com os mexicanos no ano passado superaram em 82% os resultados do ano anterior, alcançando US$ 184,7 milhões.

Confira a matéria completa aqui.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com