Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Agro: Brasil e Cuba assinam acordo que facilita exportação

Com a “pré-listing” em vigor, as perspectivas para o comércio de produtos agropecuários entre o Brasil e Cuba se tornam mais promissoras do que nunca, proporcionando benefícios econômicos e alimentares favoráveis para ambas as nações.

Em uma medida que promete facilidade de comércio entre o Brasil e Cuba, os governos de ambos os países firmaram recentemente um acordo de reconhecimento mútuo de sistemas de inspeção sanitária para produtos agropecuários. Batizado de “pre-listing”, o acordo representa uma mudança significativa no processo de exportação de alimentos do Brasil para Cuba.

Uma das mudanças mais notáveis ​​trazidas por este acordo é a dispensa da necessidade de inspeção “in loco” de novas plantas no mercado cubano. Isso significa que produtos como lácteos, carnes bovinas, suína, de aves e produtos do mar, provenientes do Brasil, agora poderão chegar ao mercado cubano de forma mais ágil e desburocratizada.

Em 2022, o Brasil exportou um total de US$ 57,9 milhões em proteína animal, lácteos e pescados para Cuba, o que equivalente a impressionantes 43,3 milhões de toneladas de alimentos. No entanto, de janeiro a setembro de 2023, o comércio entre os dois países já alcançou a marca de mais de US$ 38 milhões para os mesmos produtos, totalizando 27,3 mil toneladas de alimentos.

O governo do BR acredita que o reconhecimento do sistema de inspeção sanitária nacional pelas autoridades cubanas abrirá novas oportunidades de crescimento para o setor agropecuário brasileiro. Além disso, espera-se que esta parceria fortaleça ainda mais os laços comerciais entre os dois países e contribua para garantir a segurança alimentar na ilha de Cuba.

Com a “pré-listing” em vigor, as perspectivas para o comércio de produtos agropecuários entre o Brasil e Cuba se tornam mais promissoras do que nunca, proporcionando benefícios econômicos e alimentares favoráveis para ambas as nações. Este acordo marca mais um passo importante na cooperação bilateral e abre caminho para um futuro mais próspero no comércio de alimentos entre os dois países.

Escrito por Compre Rural.

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM