Agro gerou 32,9 mil vagas de trabalho em janeiro

PARTILHAR
São oferecidas 300 vagas para veterinários, com salário R$ 14.584,71
Foto: Divulgação

De acordo com um comunicado técnico da CNA, o setor agropecuário foi responsável por 12,7% de todas as vagas abertas no período (260,3 mil).

O setor agropecuário manteve o ritmo de crescimento na geração de empregos observado em 2020 e criou 32,9 mil vagas em janeiro, o dobro dos 16,4 mil postos de trabalho formais abertos no mesmo mês de 2020.

De acordo com um comunicado técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o setor agropecuário foi responsável por 12,7% de todas as vagas abertas no período (260,3 mil). “É o setor que mais aumentou seu estoque de trabalhadores, em 2,05%”, diz a entidade.

As atividades que mais contribuíram para o resultado foram as frutas de lavoura permanente, exceto laranja, com 12.960 postos, seguidas pela soja (9.194), criação de bovinos (3.096) e florestas plantadas (1.022). Completam a lista o café (+895) e o cultivo de uva (+796).

As regiões Sudeste e Sul concentraram a geração de novas vagas na agropecuária. O Estado que lidera o ranking é São Paulo – o agro respondeu por 23% de todos os empregos formais criados em janeiro no Estado. Apenas o Nordeste não registrou a criação de postos de trabalho no setor no primeiro mês de 2021. Na região, o saldo foi negativo, com fechamento de 1,2 mil vagas.

Fonte: Valor Econômico.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.