Alta desenvolve programa inédito para criação de bezerras leiteiras

Alta desenvolve programa inédito para criação de bezerras leiteiras

bezerras-leiteiras
Foto: Divulgação

Segundo a Alta,o programa será lançado oficialmente durante o 1º Encontro Alta Cria, no dia 24 de novembro de 2017, em Uberaba-MG.

A Alta Genetics, líder no mercado de melhoramento genético bovino do mundo, desenvolveu o primeiro programa de coleta de dados e orientação aos pecuaristas na criação de bezerras leiteiras.

O Alta Cria, inédito no Brasil, será lançado oficialmente durante o 1º Encontro Alta Cria, no dia 24 de novembro de 2017, em Uberaba-MG. O objetivo do evento é debater sobre os principais desafios na criação de bezerras leiteiras e apresentar os primeiros resultados do programa.

O encontro, que acontecerá na seda da Alta, contará com a presença de renomados pesquisadores da área, entre eles a professora da Universidade Federal de Minas Gerais, Dra. Sandra Gesteira e a professora Dra. Carla Bittar, da ESALQ/USP, ambas referência em estudos com criação de bezerras leiteiras no país.

O evento contará ainda, com a apresentação de casos de sucesso como da Fazenda MelkStad e da Fazenda Boa Fé, que participaram na primeira etapa do programa.

O Alta Cria visa auxiliar o produtor na expressão de todo o potencial produtivo do seu rebanho, através do levantamento dos principais índices zootécnicos na fase de cria, auxiliando no gerenciamento e permitindo um panorama da criação nacional de bezerras leiteiras.

“O projeto nasceu da necessidade de levantarmos um panorama de como estava a criação de bezerras leiteiras no país, em diferentes sistemas de produção. Hoje os dados são coletados periodicamente em cerca de 40 propriedades em todo o país. A partir desses, podemos traçar parâmetros de produção e orientar o criador da melhor forma possível”, explica, Rafael Azevedo, gerente de produtor colostro da Alta Brasil.

Para obter vacas leiteiras produtivas e saudáveis é fundamental investir na criação de bezerras. É comprovado que bezerras bem nutridas, em boas condições de saúde e bem-estar, produzem mais leite em suas lactações, justificando o melhor tratamento recebido nesta etapa de criação.

Os benefícios do manejo adequado, porém, vão além da produção de leite na primeira lactação, estendendo-se durante toda a vida produtiva dos animais e, ainda, diminuindo a idade de descarte dos animais. Desta forma, os cuidados dispendidos nesta fase de criação devem ser vistos como um investimento na produção futura.

Neste sentido, saber gerenciar os números e conhecer os principais índices zootécnicos é fundamental para traçar metas, objetivos e estratégias que irão definir o sucesso da criação dos bezerros, bem como auxiliar na tomada de decisões de manejos e nos rumos da ciência nacional.

Fonte: Alta Genetics

PARTILHAR

21 anos, Jales/SP.
Estudante de Jornalismo, fotógrafa e estagiaria em Assessoria de Imprensa.
Contato: jornalismo@comprerural.com