Alta do adubo eleva o custo de produção no RS

Alta do adubo eleva o custo de produção no RS

PARTILHAR
Segundo a Farsul, o principal motivo para o avanço foram os aumentos dos preços dos fertilizantes e dos herbicidas (Foto: Thinkstock)

O Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) acumulado, tanto no ano quanto em 12 meses, continua apresentando deflação de -3,83% e -3,08%.

Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) para o Rio Grande do Sul registrou alta de 1,14% em novembro. Segundo a Federação de Agricultura do Estado (Farsul), responsável pelo levantamento, o principal motivo para o avanço foram os aumentos dos preços dos fertilizantes e dos herbicidas.

“Apesar dos preços destes produtos terem sido maiores neste mês, no acumulado no ano e em 12 meses estão apresentando quedas significativas”, diz a federação, em relatório. O IICP acumulado, tanto no ano quanto em 12 meses, continua apresentando deflação de -3,83% e -3,08%, respectivamente. Dentre as lavouras observadas, a maior queda do custo acumulado em 12 meses continua sendo na lavoura de trigo (-5,11%).

O Índice de Inflação dos Preços Recebidos pelos Produtores Rurais (IIPR) do mês de novembro apresentou queda de -1,95%. A valorização dos preços da soja (+3,7%) e do milho (+3,2) não foi suficiente para tornar o índice positivo. A principal razão foram as quedas nos preços do arroz (-0,9%) e o trigo (-0,7%).

POR ESTADÃO CONTEÚDO

-- conteúdo relacionado --

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com