Alta do boi gordo em Goiás e Pará

Alta do boi gordo em Goiás e Pará

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

Além do Sul de Goiás, foram registradas altas em Campo Grande-MS, Sudeste de Mato Grosso, Paragominas-PA, no Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

A oferta de animais terminados está restrita, principal fator que tem ditado o rumo dos preços.

Em Goiás, um dos principais estados confinadores do país, há negócios sendo realizados acima da referência, principalmente na região Sul do estado, onde a arroba do boi gordo está cotada em R$144,50, à vista, livre de Funrural, alta de 0,3% frente ao fechamento de terça-feira (1/10).

Além do Sul de Goiás, foram registradas altas em Campo Grande-MS, Sudeste de Mato Grosso, Paragominas-PA, no Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

No Espírito Santo e Rio de Janeiro, a valorização do boi gordo foi de 1,4% e 1,0%, respectivamente, considerando o preço à vista, no mesmo período.

Já em Paragominas-PA, a escala de abate gira em torno de três dias, o que fez com que os frigoríficos ofertassem preços maiores. A cotação está em R$148,00/@, à vista, livre de Funrural, e há ofertas de preço acima da referência.

Vale ressaltar que em São Paulo as programações de abate tiveram um ligeiro avanço em relação a semana anterior, o que indica que as compras fluíram melhor nos últimos dias. No estado, as escalas atendem, em média, sete dias.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com