Alta no preço do leite ao produtor, a quinta consecutiva

Alta no preço do leite ao produtor, a quinta consecutiva

PARTILHAR

Na média dos 18 estados pesquisados pela Scot Consultoria, houve incremento de 1,5% no pagamento realizado em maio.

Os preços do leite ao produtor registraram o quinto mês consecutivo de alta. Na média dos 18 estados pesquisados pela Scot Consultoria, houve incremento de 1,5% no pagamento realizado em maio.

O ritmo diminuiu frente as altas registradas no início do ano, mas o mercado continua sentindo os efeitos da queda na produção de matéria-prima (leite cru) e concorrência entre as indústrias.

Considerando o leite padrão, o produtor recebeu, em média, R$1,268 por litro. Já os valores médios com as bonificações por qualidade e volume ficaram em R$1,638 por litro, sem o frete. 

Na comparação com o mesmo período do ano passado, o produtor está recebendo 13,6% mais este ano. Veja a figura 1.

Figura 1.Cotação média nacional ponderada do leite ao produtor – em R$/litro, valores nominais.

190606-news-leite-19181
Fonte: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br

Do lado da captação de leite, houve queda de 1,6% em abril (média nacional). Para maio, os dados parciais apontam para recuo de 0,2%no volume de leite produzido, na comparação mensal. 

Destacamos, porém, as quedas no Brasil Central e regiões Sudeste e Nordeste e aumentos no Sul do país no último mês. 

Para o pagamento a ser realizado em junho/19, que remunera a produção entregue em maio, 73% dos laticínios pesquisados pela Scot Consultoria acreditam em manutenção no preço do leite ao produtor, 22% estimam alta e os 5% restantes falam em queda, em relação ao pagamento anterior.

O viés ainda é de alta, mas aumentou o número de empresas que estimam manutenção dos preços do leite ao produtor, especialmente no Sul do país, onde alguns laticínios inclusive já falam em queda no pagamento de junho.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com