Apesar da menor atratividade, mercado de reposição pode mudar no curto prazo

Apesar da menor atratividade, mercado de reposição pode mudar no curto prazo

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

De maneira geral, a atratividade no mercado de reposição de bovinos não é grande.

As negociações acontecem de forma tímida. Muito disso em função da pressão de baixa no mercado do boi gordo.

Com a queda na qualidade das pastagens, os vendedores encontram dificuldade para negociar nos patamares acima das referências e aos poucos as cotações estão cedendo.

No fechamento desta semana, no balanço geral, na média de todas as categorias e estados pesquisados pela Scot Consultoria, as cotações fecharam com queda de 0,2% frente ao levantamento da última semana.

Essa queda semanal é puxada principalmente pelas fêmeas que estão com baixa liquidez e também pelo garrote e boi magro, em função da menor procura até aqui para terminação em confinamento.

As categorias de machos mais jovens são as mais procuradas quando ocorrem os negócios.

Para o curto prazo, com a entrada da entressafra, o mercado do boi gordo deve retomar a firmeza, estimular recriadores e invernistas a repor e diminuir a “resistência” aos negócios dos pecuaristas que vedem animais de reposição, já que o pasto perderá capacidade de suporte.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com