Apreendido mais de 7 toneladas de lácteos, veja!

Apreendido mais de 7 toneladas de lácteos, veja!

PARTILHAR
leite-1
Foto Divulgação

A maior parte do volume era queijo acondicionado em local improprio e apresentavam, em sua maioria, sinais de deterioração. Laticínio já havia sido multado.

Os fiscais estaduais agropecuários da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) da Secretaria da Agricultura apreenderam 7.715,6 quilos de produtos lácteos em indústria da regional de Estrela, no Vale do Taquari.

A maior parte do volume era queijo acondicionado em local onde estava sendo realizada uma reforma, sendo que alguns apresentavam sinais de deterioração. Uma parte do queijo não tinha a origem comprovada para reprocessamento. Já os cremes de leite eram produzidos clandestinamente.

Os produtos foram apreendidos e inutilizados por estarem impróprios para o consumo e por oferecerem risco à saúde pública”, explica a fiscal Angela Antunes, diretora da Associação dos Fiscais Agropecuários do RS (Afagro). O laticínio estava realizando uma reforma na sala de salga do queijo sem a autorização da inspeção estadual, submetendo os produtos a contato com sobras do material usado da obra.

“Os fiscais não tinham como garantir que aqueles produtos não estavam contaminados, pois havia muito resíduo de cimento no local”. A empresa em questão já havia tido produtos apreendidos em 2019.

Participaram da fiscalização os fiscais estaduais agropecuários Giuliano Suzin, Viviane Brum e Valmor Licheski. A ação ocorreu entre os dias 21 e 22 de março.

As informações são da Associação dos Fiscais Agropecuários do Rio Grande do Sul.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com