Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Aprosoja Rondônia propõe consulta para revisão da metodologia de safra da Conab

Aprosoja defende, entre outras questões, que outros órgãos participem do levantamento. Já o secretário de Política Agrícola defendeu entidade.

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Rondônia (Aprosoja Rondônia) está propondo a realização de consulta pública para revisão da metodologia utilizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em seus levantamentos de safra de grãos.

A proposta, que tem o apoio da Aprosoja Brasil, foi apresentada à Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Soja e da Câmara do Milho do Ministério da Agricultura.

“Queremos contribuir com a metodologia da Conab. É um processo de amadurecimento já que, até 2020, os técnicos não saíam a campo. Em consulta pública, abrindo a forma que os dados são apurados, talvez pudéssemos melhorar ou até mesmo ratificar a metodologia da companhia”, afirmou o consultor da Aprosoja Rondônia, Thiago Rocha, na reunião setorial realizada na terça-feira (30), em Brasília.

Aprosoja se queixa dos levantamentos

Os levantamentos mensais de safra de grãos da Conab vêm sendo alvo de críticas de entidades do setor produtivo, que alegam que as previsões recentes não retratam a real quebra da safra de grãos 2023/24.

“Entendemos que o intervalo de um mês é longo para a atualização dos dados durante a colheita. Um acompanhamento com novas tecnologias poderia refinar as estimativas”, sugeriu Rocha.

Demais órgãos podem ajudar

Foto: André Prando

A proposta da entidade contempla também o credenciamento de institutos de pesquisa estaduais e privados para auxiliar a Conab no levantamento dos dados brutos.

“É uma discussão a ser feita entre a Conab e o setor produtivo. Não podemos ter expectativa que a Conab tenha equipe em todos lugares do país; talvez o Imea em Mato Grosso ou o Deral no Paraná podem ajudar com a coleta de dados brutos”, exemplificou Rocha.

Ele lembrou que a queixa sobre a assertividade dos levantamentos da companhia não se restringe às safras de soja e milho, encontrando ressonância em outros setores, como o café.

Defesa da Conab

Mais cedo na mesma reunião, o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, rebateu as críticas à companhia, ressaltando que a Conab possui mais de 20 anos de levantamentos de safra.

“Tenho acompanhado questionamentos a respeito do levantamento de safra da Conab. Temos obrigação de acompanhar, mas sem interferência de metodologia porque são dados e estudos técnicos sempre assertivos e próximos a outras consultorias e ao setor”, disse Geller.

Fonte: Estadão Conteúdo

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado por Myllena Seifarth sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM