Arroba mira R$ 305,00 com mercado pegando fogo, veja

Arroba mira R$ 305,00 com mercado pegando fogo, veja

PARTILHAR
Confinamento e Boitel VFL BRASIL. Foto: Marcella Pereira

A falta de oferta de animais para abate tem acirrado a “corrida pelo boi gordo”, elevando os preços e trazendo novas máximas; Confira abaixo!

Os preços da arroba tiveram continuidade no movimento de alta dos preços nesta quarta-feira, 20, segundo levantamento. O cenário pautado em uma baixa oferta de animais tem acirrado a “corrida pelo boi gordo” por parte dos frigoríficos que voltaram a elevar os preços nas principais praças pecuárias do país. Até onde os preços tem força para subir de patamar?

Nas praças paulistas, o valor de R$ 300,00/@ para os animais com destino ao mercado externo, chamado Boi China, já foi consolidado como referência. Mas o que mais chamou atenção no dia de hoje foi a valorização nos preços da vaca gorda, onde o animal chegou a ser comercializado por R$ 280,00/@.

Segundo o informativo da Scot Consultoria, com a baixa oferta de animais, boi gordo teve alta de R$3,00/@. “O animal está apregoado em R$293,00/@, preço bruto e a prazo. Para as fêmeas, o reajuste diário foi de R$5,00/@, sendo a vaca gorda e a novilha gorda negociadas, respectivamente, em R$277,00/@ e R$280,00/@, preços brutos e a prazo”, apontou a consultoria.

Em São Paulo, o valor médio para o animal terminado chegou a R$ 298,28/@, na quarta-feira (20/01), conforme dados informados no aplicativo da Agrobrazil. Já a praça de Goiás teve média de R$ 289,62/@, seguido por Mato Grosso Sul com valor de R$ 276,88/@.

As negociações na praça goiana, segundo o app, registrou nova máxima e o valor informado pelo pecuarista de São Luís de Montes Belos, o valor para o animal padrão China foi de R$ 290,00/@ com pagamento a prazo de 10 dias e abate para o dia 23 de novembro.

Segundo o CEPEA os preços do boi gordo em SP e do bezerro referência MS são recordes, conforme informado ontem no Compre Rural. Entretanto, o quadro de oferta de animais terminados é curta e para fechar escalas de abate e  compromissos de exportação principalmente para China, a indústria paga mais.

Os pecuaristas que possuem lotes disponíveis estão mais otimistas e pressionam o mercado nesse momento. Segundo informações obtidas pelo nosso consultor, os valores de R$ 305,00/@ já começam a ser discutidos em algumas negociações envolvendo os animais Padrão China, valor esse que pode se concretizar com a maior competitividade da carne brasileira no mercado externo.

A cotação do boi gordo no indicador Cepea registrou um novo recorde, sendo negociada acima de R$ 292 e, segundo analistas, esse valor pode passar dos R$ 300 nas próximas semanas. O valor registrado pelo Cepea é o maior da série histórica e, levando em conta o acumulado de 2021, a cotação registra alta de quase 9,5%. Em um ano, a valorização é de 51,79%.

Ponto positivo para arroba

A gente não tem expectativa de melhora no quadro de oferta no mercado, falando de curto prazo. Sendo assim, apesar da demanda ser muito ruim em janeiro a pouca oferta tem suplantado essa dificuldade com a demanda e dando sustentação aos preços.

Escalas de abate

As escalas de abate, por conta da dificuldade de originar a matéria prima, tem feito com que a média ficasse abaixo de 5 dias úteis nas principais praças pecuárias do país. Algumas plantas já começam a conceder férias coletivas.

Exportações

O Brasil exportou, até a segunda semana de janeiro, 6,05 mil toneladas de carne bovina in natura (Secex), desaceleração de 25,6% comparado aos volumes embarcados até a primeira semana de janeiro (8,13 mil toneladas/dia). Apesar da desaceleração, os volumes embarcados estão 13,8% maiores que os registrados em janeiro de 2020 (5,31 mil toneladas/dia). 

Giro da arroba pelo Brasil

  • São Paulo, o preço médio da arroba é de R$ 292,50 com mercado aquecido;
  • Minas Gerais, o preço chegou ao valor de R$ 289,50 com estabilidade;
  • Goiás, os preços seguiram em alta com valor atingindo R$ 290;
  • Em Mato Grosso do Sul o valor se manteve estável a R$ 276,50;
  • Em Mato Grosso, os valores também rondam a estabilidade, atingindo R$ 279,50;
  • Já no Sul do Tocantins, os valores voltaram a subir com preço chegando em R$ 282,00;
  • * Preços brutos, sem desconto do Funrural, mas com desconto de 0,2% referente ao Senar.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com