Associação de Girolando volta a integrar a ASBIA

Associação de Girolando volta a integrar a ASBIA

PARTILHAR
gado Girolando
Foto: Divulgação

A Associação Girolando passará a integrar novamente o quadro de associados da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia).

A parceria foi firmada durante reunião ocorrida na semana passada, em Belo Horizonte/MG, durante a Megaleite 2019 e contou com a presença de representantes das diretorias das duas entidades. Atualmente, o Girolando é a raça leiteira nacional que mais comercializa sêmen bovino no País, atingindo 526.755 doses vendidas em 2017, segundo o Index da Asbia.

Para o vice-presidente da Girolando Odilon de Rezende Barbosa Filho, a entidade retoma ao quadro de associados da Asbia para unir forças em defesa do setor. “Há uma grande demanda pela genética da raça não só no Brasil como no exterior e, com o apoio da Asbia, que fornece a cada trimestre aos associados informações estratégicas de mercado, poderemos traçar ações específicas para a expansão do Girolando em cada uma das regiões pesquisadas”, destaca. Com a entrada da Girolando, a Asbia passa a representar 96% do mercado de genética bovina.

Reunião da Asbia durante a Megaleite
Presidente da Asbia, Sergio Saud / Foto: Divulgação

O presidente da Asbia, Sergio Saud, destaca que essa união de esforços entre as entidades do setor é essencial no trabalho de fomento e defesa da pecuária nacional. “É muito importante que as entidades e empresas que atuam direta ou indiretamente com melhoramento genético, com inseminação artificial e com a pecuária mais tecnificada estejam próximas da Asbia, para que tenhamos maior representatividade junto aos governos e aos órgãos do setor. E a Girolando é uma entidade de grande representatividade, que conta com mais de 3 mil criadores associados, forte atuação no mercado externo e que tem feito um importante trabalho de melhoramento genético da raça”, assegura Saud, que durante a Megaleite conduziu Assembleia Geral Ordinária da Asbia com a participação de diversos associados.

Segundo ele, o mercado de genética segue aquecido, fechando o primeiro trimestre de 2019 com elevação de 8,3% nas vendas de sêmen das raças leiteiras em comparação ao mesmo período do ano anterior. “Felizmente, este ano não tivemos problemas graves, como a greve dos caminhoneiros no primeiro semestre de 2018 que afetou as vendas. Esperamos manter o crescimento nos próximos meses”, informa Saud. No caso da raça Girolando, além de ser a maior vendedora de sêmen nacional é também responsável por 80% do leite produzido no Brasil. A associação conta em seu banco de dados com quase 2 milhões de animais registrados. “O Girolando foi a primeira raça leiteira do Brasil a incluir a genômica em seu programa de melhoramento. Estamos investido fortemente na melhoria genética da raça para viabilizar a pecuária leiteira para os produtores rurais, sejam eles pequenos, médios ou grandes”, finaliza o vice-presidente da Girolando.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.