Associações alertam, fato isolado não pode atingir agronegócio brasileiro

Associações alertam, fato isolado não pode atingir agronegócio brasileiro

Foto: Divulgação

Depois de uma semana conturbada pela operação da Polícia Federal que deflagrou irregularidades no processamento de carnes em alguns frigoríficos (frigoríficos essas das maiores marcas de carne do país JBS e BRF) várias associações ligadas ao mercado de carnes e associações representantes das classes se posicionaram dizendo que o fato isolado não pode manchar o trabalho de décadas do agronegócio brasileiro, setor que mantém o Brasil de pé em meio a crise.

ABCZ – Associação Brasileira dos Criadores de Zebu

Lamentamos a existência dessas denúncias e de possível atuação irresponsável de grupos isolados de representantes da indústria frigorífica e de fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura. Essas acusações contrariam todo o esforço da nossa classe de produtores rurais que segue rígidas normas de segurança para a produção de carne bovina.

Confira a Nota na íntegra aqui

Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC)

O Brasil é o maior exportador mundial de carne bovina e é reconhecido pela qualidade e status sanitário de seu produto, que conta com auditoria dos órgãos brasileiros responsáveis, bem como das autoridades sanitárias das nações que importam a carne bovina brasileira.

A ABIEC ressalta que os casos que vieram a público por meio da Operação Carne Fraca são isolados e não representam a imensa cadeia produtiva de carne bovina no Brasil.

Confira a Nota na íntegra aqui

Associação Brasileira de Proteína Animal | ABPA

(…) o Brasil é reconhecido internacionalmente pela qualidade e status sanitário de seus produtos, que são auditados não apenas pelos órgãos brasileiros como também por técnicos sanitários dos mais de 160 países para os quais exporta.

Legislações internas e internacionais – estabelecidas por órgãos como o Codex Alimentarius – norteiam o trabalho de excelências desenvolvido pelas agroindústrias brasileiras.

Neste sentido, falhas que eventualmente venham a ser comprovadas são exceções em um modelo produtivo que é referência para o mundo.  São questões pontuais, que não refletem todo o trabalho desenvolvido pelas empresas brasileiras durante décadas de pesquisas e investimentos, para ofertar produtos de alta qualidade.

Confira a Nota na íntegra aqui