Associados da Conexão Delta G: top vendedores de touros

Associados da Conexão Delta G: top vendedores de touros

PARTILHAR
Angus Capane GROWSAFE
Angus Capane GROWSAFE / Foto: ASSESSORIA AGROPECUÁRIA

Sete criatórios que fazem parte da entidade figuram entre os 50 maiores comerciantes de taurinos do país.

Os associados da Conexão Delta G tiveram destaque no último levantamento dos maiores vendedores de touros do país, realizado pela Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha, AG Leilões, BeefPoint e Brasil Com Z. Sete criatórios que fazem parte da entidade figuram entre os 50 maiores comerciantes de taurinos do Brasil. A GAP Genética, de Uruguaiana (RS), foi a primeira colocada do ranking, seguida da Pitangueira, de Itaqui (RS), que ficou no segundo lugar.

Também estão na lista entre as propriedades associadas à Conexão Delta G a Cia. Azul, de Uruguaiana (RS), no quarto lugar, a Estância Silêncio, de Alegrete (RS), na oitava colocação, a Estância Guatambu, de Dom Pedrito(RS), na décima oitava posição, a Agropecuária Caty, de Santana do Livramento (RS), em décimo nono, e a Wolf Genética, de Dom Pedrito (RS), na vigésima oitava colocação no ranking.

De acordo com o presidente da Conexão Delta G, Eduardo Eichenberg, esse resultado mostra a forte presença dos membros da entidade no mercado nacional de touros das raças Hereford e Braford, e no de taurinos como um todo. “O foco do nosso programa de melhoramento genético sempre foi a produção a pasto, identificando, selecionando e ofertando ao mercado reprodutores que venham agregar características produtivas aos rebanhos de nossos clientes. O grande número de touros vendidos por ano pelos membros da Conexão Delta G mostra que estamos no caminho certo”, observa.

No total, os associados da Conexão Delta G citados no ranking venderam 1257 touros das raças Hereford e Braford no período de um ano da pesquisa realizada. A entidade reúne 18 associados entre os principais criatórios das raças Hereford e Braford e tem como principal objetivo gerar e utilizar tecnologia de ponta para aumentar a rentabilidade da pecuária de corte. O programa de melhoramento genético é o forte elo de ligação entre as empresas participantes da entidade.

Fonte: AgroEffective Por: Nestor Tipa Júnior

Via Assessoria Agropecuária