Avicultura vai dobrar valores de contribuição para Fundesa

Avicultura vai dobrar valores de contribuição para Fundesa

Foto: Divulgação

O aumento da demanda por recursos em prevenção de enfermidades como influenza aviária motivou a proposta do Conselho Técnico Operacional da Avicultura (CTOA) do Fundesa em aumentar os valores de contribuição do setor. A cobrança, feita em UPF, vai aumentar em 100% até agosto de 2019. Haverá um aumento progressivo em quatro etapas, começando em agosto deste ano, tendo novos reajustes em março e agosto de 2018 e março de 2018. (veja tabela abaixo)

Para o vice-presidente do CTOA, Eduardo Santos, “o setor, preocupado com a disseminação da influenza por vários países, precisa de um sistema robusto de prevenção, bem como valores previstos para indenização de produtores no caso de incidência da enfermidade”. O presidente do Fundesa, Rogério Kerber, explica que os valores precisam deste reajuste pois “na época da criação do fundo, a influenza era um problema inexistente e que agora merece uma atenção muito grande”.

fundesa-reuniao
Foto: Divulgação

Os novos valores foram aprovados na Assembleia do Fundesa, realizada na tarde desta segunda-feira em Porto Alegre. O saldo do Fundo fechou o semestre em R$ 72,3 milhões, R$ 4,3 milhões superior ao início do ano. A prestação de contas também revelou um maior aporte de recursos na indenização de produtores da cadeia leiteira, chegando a quase R$ 1,8 milhão no primeiro semestre, contra pouco menos de R$ 1,3 milhão no mesmo período do ano passado. O presidente do Fundesa explica que “este aumento revela que os produtores estão mais atentos e tentando eliminar o problema da propriedade rural. Quanto mais rápido isso for feito, melhor.”

grafico-de-valores-do-fundesa
Infográfico CompreRural

Fonte Assessoria de Imprensa

PARTILHAR

Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.