Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

‘Barão do agro’: Elusmar Maggi pagou R$ 15 milhões no casamento da filha

Quem é Elusmar Maggi, o ‘Barão do agro’, que pagou R$15 milhões no casamento da filha e doou R$1 milhão ao Internacional; Magnata do agronegócio é sócio do Grupo Bom Futuro; família foi eleita a 7° mais rica do Brasil pela Forbes em 2014

A festa de casamento de Rayssa Scheffer, filha de Elusmar Maggi Scheffer, conhecido como o “barão do agronegócio” e sócio do grupo Bom Futuro, uma das maiores empresas do agronegócio mundial, chamou a atenção nas redes sociais pelo luxo e pela decoração extravagante. De acordo com a revista Veja, o empresário gastou R$ 15 milhões com a cerimônia. Mas afinal, quem é o “barão do agro”, o colorado que bancou casamento de luxo da filha em Cuiabá e torcedor do Internacional  que ficou conhecido em 2021 por doar R$ 1 milhão para o time, para que o jogador Rodinei fosse utilizado na decisão do campeonato brasileiro. Confira agora!

Rayssa, que é artista plástica, se casou com o empresário Nivaldo Santiago. O evento ocorreu no último sábado, 25 de novembro, no Centro de Eventos Pantanal, em Cuiabá (MT). A festa teve artistas como Wesley Safadão, Matheus & Kauan, Thiago Abravanel e Vintage Culture como atrações.

Sua história está profundamente entrelaçada com o grupo empresarial, criado com o apoio da família Maggi Scheffer. Elusmar é um dos homens mais ricos do Brasil, conhecido como “barão do agronegócio”, Elusmar é sócio do Grupo Bom Futuro, uma das maiores empresas do setor no país, celebrou recentemente mais de quatro décadas de atividade. A empresa, que é advinda da agricultura, também tem atuações nas áreas de energia, imobiliária e agropecuária.

A família Maggi, na verdade, é conhecida no Mato Grosso por ter grande poder e fortuna. Em 2014, foi eleita pela revista Forbes a sétima família mais rica do Brasil. O patrimônio conhecido dos Maggi é de 530 mil hectares de terras – com patrimônio estimado em R$ 4,9 bilhões – cultivando algodão, soja, milho e reservadas à pecuária, no Mato Grosso e no Maranhão.

Elusmar é irmão de Eraí, conhecido como “rei da soja”. Ele também é primo do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, que ocupou o cargo de ministro da Agricultura no governo de Michel Temer.

barão do agro
‘Barão do agro’ fez festa de casamento milionária para filha, Rayssa Scheffer — Foto: @torinzanette

O autódromo internacional de Cuiabá, inclusive, ganhou o nome de Autódromo Bom Futuro, pois está sendo construído em um terreno cedido pelo grupo. A gigante da agropecuária também está cobrindo alguns custos do projeto.

A história da empresa começou com a chegada da família Maggi Scheffer no estado, que com o tempo adquiriu área e usou o nome para o grupo empresarial. Elusmar já esteve envolvido em ações com o Internacional e foi o responsável por pagar R$ 1 milhão para Rodinei jogar contra o Flamengo. Na época, o Colorado estava disputando o título do Brasileirão de 2020-21 com o Rubro-Negro.

barão do agro
Grupo Bom Futuro patrocina a construção do Autódromo Internacional de Cuiabá — Foto: Reprodução

Casamento de luxo da filha do Barão do Agro

Ainda segundo a Veja, o casamento contou com 1,5 mil convidados. Foram cerca de 250 mil rosas brancas, 3 mil vasos de orquídeas e 5 mil tulipas usadas para a decoração do teto e do salão, conforme divulgado pelo decorador e cenógrafo Célio Corrêa. Ele publicou um vídeo da montagem nas redes sociais:

O casamento foi planejado por Jaeder Barreto e Beta Martinez. Os dois compartilharam registros nas redes sociais e exaltaram a produção do evento. “Como o mercado brasileiro merece todo respeito e reconhecimento. Uma estrutura vinda de diversos locais do País, mais de 660 pessoas trabalhando arduamente para que essa entrega fosse perfeita”, disse Beta.

Segundo ela, a cerimônia foi inspirada nos Emirados Árabes e a estrutura do local levou 40 dias para ser montada. “14 horas de festa entregue impecavelmente”, escreveu. 

Realmente épico:

O poderio dos Maggi

O Grupo Bom Futuro, onde Maggi é sócio juntamente com Eraí Maggi, dispõe de 445 caminhões, três mil toneladas de peixes e cerca de 110 mil cabeças de gado. Os Maggi, do Mato Grosso, foram eleitos como uma das famílias mais rica do Brasil, com uma fortuna estimada em mais de US$ 8 bilhões pela revista Forbes. Essa riqueza é proveniente da produção e comercialização de grãos, sendo uma das maiores do mundo.

barão do agro
Elusmar Maggi

Além da conexão com o Internacional, Elusmar Maggi também tem laços de parentesco com personagens importantes do agronegócio e da política brasileira. Ele é irmão de Eraí, conhecido como “rei da soja”, e primo do ex-senador e ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

Pecuária

A criação bovina também é destaque na Bom Futuro. Nas unidades, são destinadas grandes áreas para a modalidade, atualmente, na pecuária são 93 mil hectares.

São criados mais de 130 mil cabeças de gados das raças Nelore e cruzamento industrial em sistema de semiconfinamento e confinamento. A vasta experiência, empenho e o auxílio da tecnologia, permitiram a Bom Futuro construir o maior projeto de integração lavoura-pecuária (ILP) do mundo, com uma área de 31 mil hectares para essa modalidade.

Com expertise na área da agricultura, a empresa tem como norte o fornecimento de alimentos para a população de forma sustentável e atua também nas áreas de pecuária, piscicultura, sementes, energia, aeroportuária e imobiliário.

No campo dos esportes, o Grupo Bom Futuro cedeu um terreno em Cuiabá (MT) para a construção de um autódromo internacional. Por diversas vezes, Elusmar foi convidado pelo Inter e esteve no estádio Beira-Rio para assistir à partida do time do coração.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM