Basf abre inscrições para programa de estágio na área agrícola

Basf abre inscrições para programa de estágio na área agrícola

PARTILHAR
capa-oportunidade-de-estagio-Basf
Os candidatos selecionados irão atuar nos laboratórios da empresa e no campo, nas áreas de pesquisa e desenvolvimento (Foto: Lucy Knowles/Flickr)

As vagas são para estudantes de Engenharia Agronômica, Agronomia e Biologia e as inscrições terminam dia 9 de abril

A Basf está com inscrições abertas para seu Programa de Estágio. Voltado para a divisão de Proteção de Cultivos, o programa oferece a oportunidade de estudantes em Agronomia, Engenharia Agronômica ou Biologia participarem de todas as etapas do desenvolvimento de soluções para a área agrícola.

Serão oferecidas 24 vagas para estagiários nas estações experimentais da empresa localizadas nas cidades de Jaboticabal (SP), Passo Fundo (RS), Santo Antônio de Posse (SP) e Uberlândia (MG). Os candidatos selecionados irão atuar nos laboratórios da empresa e no campo, nas áreas de pesquisa e desenvolvimento

Podem se inscrever no processo seletivo estudantes dos cursos de Agronomia ou Engenharia Agronômica que estejam no último ano da faculdade. Já para estudantes do curso de Biologia, a exigência é de que eles estejam, pelo menos, no segundo ano do curso.

As inscrições devem ser feitas até o dia 9 de abril pelo site do programa. O processo seletivo incluirá dinâmicas em grupo e entrevistas. O candidato deve ter domínio do Pacote Office, inglês, no mínimo, de nível intermediário e disponibilidade para trabalhar de seis a oito horas por dia. O programa tem duração de seis meses, com início em junho de 2018.

Em nota à imprensa, Ricardo Boccato, hoje pesquisador sênior de Desenvolvimento de Produto e Mercado da BASF para América Latina, conta como foi seu primeiro contato com o mundo corporativo em 2011, quando ingressou o programa de estágio da Basf.

“Eu tive a oportunidade de participar do desenvolvimento de novos produtos, aprendi a trabalhar com foco e de lidar com prazos. Outro ponto interessante é que o estágio não era somente dentro dos laboratórios. Conheci diversos produtores que reforçaram ainda mais o valor do meu trabalho em alimentar uma população crescente de forma segura e sustentável”, diz.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com