PARTILHAR

Bem-estar do cavalo é foco de zootecnista no centro-oeste que trabalha com pilates e nutrição natural dos equinos.

Acompanhamos o trabalho de Juliana Vieira da Nutri Equus no Centro Equestre Luciana Paes (CELP) em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Ela que é zootecnista de formação faz um trabalho de assessoria nutricional, terapias e massagens visando o bem-estar animal de cavalos atletas propiciando aos animais um conforto e aumento de rendimento em competições.

Juliana Vieira faz o acompanhamento de vários cavalos, checando seu comportamento e condições corporais para conferir o desenvolvimento do animal. Ela conta que é muito importante balancear a dieta de um cavalo para que ele possa ter uma vida saudável e ter bom desempenho durante as competições.

juliana vieira pesando cavalo com fita
Foto: Marcio Peruchi

Objetivo da terapia

“Nosso principal objetivo é detectar areas que estão tencionadas no animal, possivelmente com lesão, e estimulá-las com massagem, o calor gerado fará com que mais sangue circule nessas areas e consequentemente a recuperação será mais rápida, a grande sacada do massageador é recrutar o sangue para essas areas, gerar calor e curar essas micro-lesões do cavalo” conta Juliana.

juliana vieira fazendo exercicios em cavalo pista hipismo
Foto: Marcio Peruchi

Parte do tratamento é feito com o massageador e também com exercícios em pista que normalmente são executadas pela Juliana ou proprietário do animal. Estes tratamentos quando acompanhados de muita atenção fazem grandes transformações nos animais, Juliana conta que os animais ficam mais calmos e receptivos durante os processos. Esse trabalho e acompanhamento é desenvolvido há pelo menos 2 anos e vê ótimos resultados – “os animais respondem positivamente e seus proprietários também enxergam a melhora do animal pois entendem que o bem-estar animal é essencial para os cavalos em toda sua vida”.

Pilates equino

O trabalho é minucioso, pois trabalha cada músculo separadamente do cavalo durante a terapia, existem alguns músculos que são menos exigidos dos animais (principalmente os da coluna) por isso a necessidade de fortalecê-los agindo proativamente contra lesões e futuros problemas, o pilates trabalha toda essa musculatura do animal. Em animais que apresentam esse tipo de problema a sua passada fica menor, diferente de um animal saudável, isso irá prejudicá-lo no desempenho nas pistas. Com essa diminuição o animal perde rendimento, enrijeci pescoço e musculatura dos seus ombros, pois a angulação da escapula muda de lugar e a cernelha fica funda com aparência de um “escorregador”.

Os cavalos em geral, ao longo do tempo podem ter problemas na coluna, principalmente lordose.

O animal sempre apresenta sinais quando não esta bem, o mais aparente é a claudicação (movimento de cabeça) e respostas à estímulos, quando você toca o animal em alguns lugares e percebe o incomodo é onde possivelmente há tensão para serem tratadas, normalmente o animal mostra onde está doendo. Uma característica bem evidente que cavalo está sofrendo dor quando ele deixa de ter aquele movimento dinâmico do pescoço durante um trote para um parecido com uma “galinha bicando”, o animal muda a fisionomia, fecha seus olhos com mais frequência e fica inquieto.

juliana vieira usando massageador em cavalo recuparação de lesao
Foto: Marcio Peruchi

Dietas de manutenção e alto rendimento

A orientação nutricional, é exclusiva para cada animal de acordo com o peso, raça, castrado ou não, quantidade de horas trabalhadas por dia e que tipo de exercício ele pratica. Há variação na dieta também, pois o cavalo pode estar em recuperação de alguma lesão ou competindo, com essas variáveis na mão é possível determinar a quantidade correta de proteína e energia que o cavalo precisa ingerir diariamente.

Essa alimentação balanceada é complementada com ração e comida natural (ex: cenoura, batata doce) para que o animal atinja o número ideal de calorias consumidas durante o dia. “Digo que o meu trabalho é igual a de um nutricionista humano, aqui controlamos toda a dieta do animal, para que ele leve uma vida saudável e plena para responder positivamente nas pistas” relata Juliana. O conceito de natural food é algo que vem sendo desenvolvido recentemente, a grande sacada é fornecer um “lanchinho” natural ao animal depois de um exercício, isso facilita a aproximação do cavalo com o cavaleiro ou amazona do animal, isso gera um grande bem-estar ao animal e é uma ótima experiência ao seu criador(a).

juliana vieira usando massageador em cavalo recuparação de lesao 3

Foto: Marcio PeruchiLuciana Paes, confessa que já teve animais no centro com sérios problemas de lordose e que comprometiam o rendimento durante os treinos e competições. “A Juliana agregou muito trazendo esse novo modelo de tratamento para os animais do centro, já tivemos a recuperação de vários cavalos, tanto nossos quanto de clientes que fazem alocação de nossas baias, é um trabalho muito importante” finalizou Luciana.

Curiosidade sobre a raça Brasileiro de Hipismo (BH)

O Cavalo Brasileiro de Hipismo é uma raça genuinamente brasileira, muito equilibrada, tem potência, força e agilidade como grandes características. Formada no Brasil com as mais importantes linhagens européias de cavalos de salto e adestramento, tais como Hanoverana, Holsteiner, Oldenburger, Trakehner, Westfalen e Sela Francesa, através de cruzamento entre si ou com magníficos exemplares Puro Sangue Inglês da América do Sul.

Nutri Equus – Orientação Nutricional

Mais informações pelo e-mail ou telefone (67) 99953-8248.

-- conteúdo relacionado --

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com