Boehringer Ingelheim lança a vacina PrevexxionTM RN no Brasil

PARTILHAR
Foto: Divulgação

A nova vacina desenvolvida por um processo de atenuação inovador reúne as melhores características de diferentes linhagens existentes da Doença de Marek

A divisão de Aves da Boehringer Ingelheim lançou oficialmente a vacina PrevexxionTM RN no Brasil, que combate Doença de Marek (MDV) em aves de vida longa como matrizes e poedeiras, no dia 22 de março durante evento para colaboradores, clientes e parceiros em Ribeirão Preto (SP). A vacina pode ser considerada uma evolução das que já estão disponíveis no mercado, pois foi desenvolvida por um processo de atenuação inovador, que oferece equilíbrio entre segurança e eficácia comprovada.

Outra vantagem é que pode ser combinada com outras vacinas vetorizadas, de HVT, como a Vaxxitek® HVT+ND, que previne as doenças de Marek e Gumboro, e a Newxxitek® HVT+ND, para as doenças de Newcastle e Marek.

De acordo com Abílio Alessandri, diretor da área de Aves e Suínos da Boehringer Ingelheim, o lançamento da PrevexxionTM RN no Brasil chega para suprir uma necessidade do mercado de novas tecnologias para o combate à Doença de Marek, já que nas últimas décadas o vírus vem apresentando um aumento da patogenicidade: “Com o passar do tempo, é natural que um vírus se desenvolva e exija um aprimoramento das vacinas para combatê-lo. A PrevexxionTM RN pode ser considerada uma evolução de vacina para Doença de Marek, cujos testes mostraram alta eficácia e segurança”, diz. “Do ponto de vista de negócios, o lançamento nos posiciona ainda mais entre os líderes de mercado e evidencia nossa ambição de liderança em soluções para incubatório, bem como o primeiro passo de fortalecimento no segmento  de postura comercial  e reprodutoras pesadas”.

Abílio Alessandri, diretor da área de Aves e Suínos da Boehringer Ingelheim

Tobias Filho, gerente Técnico de Avicultura da Boehringer Ingelheim, destacou durante o lançamento a capacidade que o vírus de Marek tem de evoluir e transpor as barreiras impostas pelos desafios existentes na produção. “A PrevexxionTM RN é construída com base em uma engenharia genética desafiada para que sempre se obtenha resultados positivos em eficácia sem deixar a segurança de lado”.

Tobias Filho, gerente Técnico de Avicultura da Boehringer Ingelheim

O desenvolvimento da PrevexxionTM RN foi realizado em duas etapas: primeiramente, houve a inserção de um fragmento de DNA denominado LTR no genoma do vírus de Marek virulento, que proporcionou alteração fenotípica para uma estirpe não oncogênica e eficiente contra o vírus. “Em seguida, foi feita a combinação deste novo genoma criado com as sequências da estirpe vacinal Rispens CVI988, que permite a manutenção das características de segurança da estirpe ancestral e de proteção da estirpe RM1, o que proporciona o equilíbrio entre segurança e eficácia”, explica Filho.

Já a escolha da cepa utilizada na produção da solução foi feita após o teste de proteção chamado “Desafio T. King”, que usa múltiplas populações virais. O isolado ‘F’ foi identificado como o mais eficaz e com maior poder protetivo quando comparado às vacinas de referência, tornando-se assim parte da composição da vacina. 

Doença de Marek

A Doença de Marek é uma infecção pelo herpesvirus, altamente contagioso, que causa tumores e imunossupressão nas aves. As manifestações clínicas da doença de Marek variam dependendo da cepa envolvida, idade e condição da ave, entre outros fatores. Os sintomas mais comuns, no entanto, são lesões em nervos periféricos, que podem causar paralisia de membros ou doença neurológica persistente, cegueira e outras anormalidades oculares, lesões na pele próxima dos folículos das penas, apatiae mortalidade precoce.

Fonte: AviSite

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com