Boi gordo: efeitos da quarentena

Boi gordo: efeitos da quarentena

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

Consumo por carne bovina não deve melhorar nos próximos dias; Aumentou a oferta de boiadas de fim de safra e esse também tem sido um fator de estabilização do mercado.

Apesar do Dias das Mães (10/5) e o pagamento dos salários nessa semana, a projeção é de que não haja melhora significativa no consumo por carne, tendo em vista as medidas de contenção da velocidade da propagação do covid-19.

Com isso, as indústrias, em meio da semana, continuam comprando compassadamente.

O contraponto a esse quadro é a demanda externa, principalmente para o mercado chinês. Os negócios com bovinos jovens, que atendem a esse mercado, recebem ofertas de compras acima da referência.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, em São Paulo, o boi gordo ficou estável na última quarta-feira (6/5) na comparação feita dia a dia, cotado em R$195,00/@, considerando o preço bruto, à vista, R$194,50/@, com desconto do Senar, e R$192,00/@ com desconto do Funrural e Senar. 

Aumentou a oferta de boiadas de fim de safra e esse também tem sido um fator de estabilização do mercado. 

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com