Boi gordo: mercado devagar

Boi gordo: mercado devagar

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

Em São Paulo, a referência de preço da arroba do boi gordo encerrou a última semana com preços estáveis. 

Apesar do pouco volume de negócios ao longo da semana passada, para os frigoríficos foi suficiente, visto que a opção das indústrias é por escalas enxutas, em torno de três dias. 

Com isso, sem a necessidade de alongar as escalas, foram poucos os compradores ativos nesta manhã (30/4). 

Véspera de feriado 

Em boa parte das praças pecuárias monitoradas pela Scot Consultoria, o mercado do boi gordo apresentou baixa movimentação, com os compradores fora das compras.

Em algumas regiões, os frigoríficos abriram as compras ofertando preços menores pelo boi, no entanto, o volume de negócios foi mínimo ou inexistiu.

A estratégia é avaliar o consumo interno de carne bovina no final de semana prolongado, para então, decidirem a política de compras.

Expectativa

Com o pagamento dos salários na próxima semana, a expectativa é de que o consumo de carne bovina melhore.

Do lado da oferta, com a proximidade do período seco do ano, a permanência de boiadas terminadas em pastos começa a ser um problema e em função disso as ofertas de venda devem aumentar.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com