Boiada Nelore “premium” é abatida com mais de 28@; vídeo

Boiada Nelore “premium” é abatida com mais de 28@; vídeo

PARTILHAR
boiada nelore do golias - premium 28 arrobas 2
Foto: Reprodução

Boiada da raça Nelore com 57,3% de rendimento de carcaça é abatida no interior de São Paulo; animais fazem parte de projeto de qualidade de carne da raça

O Nelore Do Golias vem se consolidando como sinônimo de carne de qualidade. Em publicação recente nas redes sociais o criatório divulgou um vídeo de uma boiada de encher os olhos – “Embarque de quarenta bois castrados Nelore do Golias para o Frigorífico Minerva Foods com 32 meses, 740kg, marmoreio de 4,8, AOL de 119 centímetros, EGS de 9,3. Terminados a pasto com suplementação de 1% do peso vivo” – ressaltou a publicação. Na legenda ainda é possível ver que os animais apresentaram 57,3% de rendimento carcaça, resultando em 28,3@, lembrando que a média brasileira de peso é de 18@.

Desde 1990 na Fazenda S. Sebastião em Santo Antônio do Aracanguá (SP), de propriedade de Fabio Souza de Almeida, iniciou-se a seleção do plantel que deu origem ao Projeto Nelore do Golias. Faltava no entanto algo que diferenciasse o trabalho de todos os outros em andamento no País. Foi então que surgiu, de visitas e conversas com Ovídio Carlos Miranda de Brito, a ideia de resgatar a linhagem do genearca Golias cujos descendentes, embora em limitado número, apresentavam excelentes índices de seleção para qualidade de carcaça.

Confira o vídeo dos animais:

Esse trabalho do Nelore do Golias é referência no Brasil e no mundo, focando seu trabalho em uma genética do genearca Golias, animal da importação de 1964. A linhagem Baiana e Golias da raça Nelore tem um diferencial de carcaças das outras linhagens, eles apresentam um equilíbrio entre AOL, EGS e Marmoreio. Características que são avaliadas para determinar a qualidade de carcaça de um bovino.

À partir do momento que o Nelore do Golias foca todo o seu melhoramento genético no acasalamento de animais consanguíneos do grande raçador Golias ele aumenta a frequência gênica de animais que vão melhorar não só o rendimento de carcaça mas também o rendimento de desossa entregando uma carne de maior qualidade em maciez e marmoreio. Esse resultado beneficia os criadores que usam essa genética em seu rebanho, bem como o rebanho comercial brasileiro com animais que vão chegar no abate “com mais carne”. O frigorífico ganha também, no rendimento de desossa e qualidade da carne.

Esse movimento de qualidade de carne é acompanhado pelo Engenheiro Agrônomo José Maria de Albuquerque Júnior, do Nelore JMAJ. Ele é proprietário da Fazenda Timbós em Formosa do Rio Preto (BA) e também membro da Confraria da Carcaça Nelore, projeto que utiliza a ferramenta da ultrassonografia como um acelerador de genética para a carne de qualidade tem em comum, tendência do mercado atual.

“Como selecionador da genética Golias tenho uma oportunidade ímpar de utilizar animais que são melhorados com foco na qualidade e rendimento de carcaça. Pra nós é uma grande honra ser usuário desse trabalho que o Fabinho e a Lilica fazem, são pioneiros no Brasil com foco exclusivamente na qualidade de carne. Inclusive faço parte do projeto Confraria da Carcaça Nelore, onde priorizamos a ultrassonografia de carcaça como uma das ferramentas pilares do nosso trabalho de melhoramento genético da raça Nelore” – salientou José Maria.

Na opinião do José Maria, toda a cadeia da carne é contemplada com esse tipo de projeto, ganha o selecionador, o gado comercial, o frigorífico e principalmente o consumidor à partir do momento que isso aumenta a produtividade por unidade animal e faz com que o Brasil se transforme na grande potência mundial de produção de carne tanto como produtor como exportador.

“Steak Revolution”

Ainda há menção na publicação, sobre “Steak Revolution versão brasileira“. Em um mundo onde cada vez mais pessoas sentem uma necessidade de se impor como ponderadas e preocupadas com o meio em que vive, o ato de comer carne passou a ser visto como uma barbárie. “O ser humano não precisa mais de carne” é uma das frases favoritas. Cria-se a ideia que o vegetarianismo é a solução para a indústria da carne. Mas a verdade difícil de aceitar é que nós adoramos um bom bife e não vamos deixar de comê-lo.

Primeiro é preciso deixar algo bastante claro: ninguém que coma carne acha incrível a morte de um animal. É preciso ter a alma bastante podre pra achar que a vida de um boi, porco ou galinha não tem valor algum, que é tudo para o seu prazer de comer um bom churrasco. É então que Steak Revolution entra na história, documentário francês que, em um primeiro momento, parece ser apenas uma caça ao melhor bife do mundo. Mas é muito mais do que isso. Steak Revolution é uma ode a cultura de criação animais em condições decentes. Desde o lugar onde nascem, crescem e até a preparação para o abate.

Alguns cortes de animais do Golias:

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com