Bois e novilhas de MT têm carcaças mais pesadas

Bois e novilhas de MT têm carcaças mais pesadas

PARTILHAR
gado gordo e carcaca montagem
Foto: Montagem Compre Rural

Dados do IMEA mostram que recuo na produção de carne está mais atrelado à redução da oferta do que à produtividade. Confira os dados abaixo!

Embora a produção de carne bovina de Mato Grosso tenha registrado queda no primeiro trimestre – confirme dados recentes divulgados pelo IBGE –, o rendimento médio dos bovinos abatidos no período teve crescimento. É o que mostram os dados divulgados pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), com sede em Cuiabá (MT).

No total dos três primeiros meses do ano foram produzidas 326,68 mil toneladas de carne bovina no Mato Grosso, o que representou queda de 6% ante o resultado obtido no primeiro trimestre de 2019, quando a quantidade produzida foi de 347,97 mil toneladas, de acordo com números do IBGE.

Porém, diz o Imea, o mesmo movimento não foi observado no rendimento da média das carcaças, pois houve um incremento de 3,1% no comparativo anual, registrando o patamar de 17,70 @. “Isso significa que o recuo na produção de carne está muito mais atrelado à redução de oferta de animais do que à produtividade”, observa a equipe de analistas do Imea.

A demanda chinesa tem sido um fator relevante para a configuração deste cenário, uma vez que a exigência de animais mais jovens e pesados tem impulsionado a produtividade no setor, segundo ao instituto.

Quando se analisa por categoria, no comparativo anual (trimestre versus trimestre), o incremento de rendimento de bois foi de 1,7% e de novilhas, de 2,4%, ficando em 20,90@ e 13,71@, respectivamente.

Fonte: Portal DBO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.