Bolsonaro vê risco de greve de caminhoneiros em caso de novo reajuste

PARTILHAR
Foto: Douglas Magno

O presidente não revelou de quem teria obtido a informação de que a estatal petrolífera poderia fazer um novo reajuste o preço dos combustíveis.

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta segunda-feira a possibilidade de uma greve dos caminhoneiros “parar o Brasil” se houver um novo reajuste no preço dos combustíveis pela Petrobras (SA:PETR4).

“Você não tem como fazer milagre, é uma correia de transmissão essa questão. Inclusive a Petrobras já fala em um novo reajuste. Eu não vou omitir informações, essa é uma realidade que está acontecendo e você vê já cada vez mais crescendo tendência de caminhoneiros de parar o Brasil”, disse ele em entrevista à Jovem Pan Curitiba.

Bolsonaro disse que todos perderiam com uma eventual paralisação dos caminhoneiros, incluindo a própria categoria, e voltou a criticar a Petrobras pelos dividendos que paga a seus acionistas, entre eles a União, que é a maior detentora de ações da companhia, que ele apontou como uma das responsáveis pela elevação dos preços dos combustíveis.

“Não pode ter um monopólio estatal que prejudica o povo como um todo, agora a maior forma de prejudicar o povo como um todo é a inflação” destacou ele.

O presidente não revelou de quem teria obtido a informação de que a estatal petrolífera poderia reajuste o preço dos combustíveis.

Fonte: Reuters

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com