Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Bonança no setor de energia eleva pagamentos

Os pagamentos globais de dividendos a acionistas superaram os níveis pré-pandemia e atingiram uma alta trimestral recorde.

Empresas de energia que obtiveram lucros recordes com os preços elevados do petróleo e do gás contribuíram para que os pagamentos globais de dividendos a acionistas superassem os níveis pré-pandemia e atingissem uma alta trimestral recorde, mostraram dados na quarta-feira.

As empresas de petróleo e gás, incluindo gigantes estatais na América Latina, como a Petrobras, responderam por mais de dois quintos do aumento nos pagamentos de dividendos no trimestre encerrado em junho, segundo o último relatório global de dividendos da gestora Janus Henderson.

Bancos, livres das restrições de dividendos da era da pandemia, ficaram responsáveis por uma parcela semelhante do crescimento dos pagamentos, enquanto empresas de consumo, como fabricantes de automóveis, também desembolsaram mais.

No total, os pagamentos globais de dividendos atingiram 544,8 bilhões de dólares no segundo trimestre, calculou a Janus Henderson, um aumento de 11,3% em relação ao ano anterior, depois que as empresas reduziram os dividendos durante a pandemia da Covid-19.

Os pagamentos destacam o ano estelar que as empresas desfrutaram em 2021, à medida que as economias se recuperavam, e como a lucratividade corporativa se manteve neste ano, mesmo quando famílias mergulham em uma crise de custo de vida com a disparada da inflação e maiores temores de uma recessão global.

Para o ano, Janus Henderson prevê que os pagamentos globais de dividendos atingirão um recorde de 1,56 trilhão de dólares, um aumento de 5,8% em relação ao ano anterior.

Boom de mercado emergentes

Produtores de petróleo com caixa cheio, notadamente a brasileira Petrobras e a colombiana Ecopetrol, impulsionaram o salto nos pagamentos aos acionistas.

A Petrobras liderou a lista dos maiores pagadores de dividendos do mundo no trimestre.

Os dividendos do Reino Unido aumentaram 29,3% ano a ano no segundo trimestre, com os pagamentos de produtores de commodities e bancos subindo, enquanto os altos preços das commodities elevaram os dividendos dos mercados emergentes 22,5%, para um novo recorde. Os mercados emergentes superaram todas as outras regiões pela primeira vez desde 2015.

Apesar de as empresas de energia relatarem lucros crescentes, seus pagamentos de dividendos foram maiores em booms anteriores de commodities. Os dados da Janus Henderson não capturam o dinheiro entregue aos acionistas por meio de recompras de ações.

Fonte: Reuters

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM